IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:
ONE YEAR

Design e inovação: consumo e cultura material

144 horas Nacional
Semana internacional
PRESENCIAL
02/10/2021
Matrícula Online
Quer mais informações?

Por quê?

As transformações na sociedade de consumo e no capitalismo pós-viral trouxeram desafios e novas perspectivas criativas para o profissional e o mercado de trabalho, e o curso do IED surge para investigar, pela ótica atual, a relação entre a cultura de consumo e a material a partir do estudo aprofundado da condição humana na metrópole contemporânea, para compreender as ideologias de mercado e construir perspectivas atuais para as práticas de criação, negócios e consumo.

Para quem?

Profissionais, pesquisadores e interessados por design, moda, comunicação, publicidade, marketing, artes e ciências humanas com atuação nas áreas de cultura material e sociedade de consumo.

Como é?

Aliando disciplinas teóricas, práticas e de desenvolvimento pessoal, o curso estabelece um diálogo entre tópicos essenciais para o profissional de nosso século — pensamento crítico, pesquisas de tendências voltadas para comportamento, processo de criação e metodologias inovadoras — com temas como capitalismo afetivo, desejos, subjetividades e individualidades.


Objetivo

O One Year de Design e inovação: consumo e cultura material visa desenvolver nos estudantes a capacidade de pensamento crítico pela ampliação dos repertórios de conhecimentos transdisciplinares e holísticos, com foco na sociedade de consumo e no comportamento do indivíduo no contemporâneo do século XXI.

Para a aplicabilidade prática, o curso desenvolve e direciona as potencialidades criativas do profissional, com foco na pesquisa, na criação e no empreendedorismo voltado para a economia criativa, local e global.

IED + 

Com mais de 40 anos de experiência no mercado de consumo do design, a Tok&Stok é referência em móveis e decoração no Brasil, com lojas por todo o país e foco em design, soluções práticas para o dia a dia e desenho arrojado em produtos exclusivos.

Ao longo de sua trajetória, a empresa convidou marcas, criadores, estilistas e designers de moda, objetos e produtos para o desenvolvimento de linhas e peças exclusivas, entre eles, Amir Slama, Alexandre Herchcovitch, Ana Strumpf, Casa Juisi, FARM, Fernando Jaeger, Marcelo Sommer e Ronaldo Fraga.

E agora, como parceira do curso de One Year em Design e inovação: consumo e cultura material do IED, a Tok&Stok proporá desafios práticos ao longo do curso, visando a criação de objetos de design voltados para o mercado de consumo, com orientação da própria empresa e dos docentes Eduardo Laurino e Brunno Almeida Maia.

“Estamos em um processo de mudança sem precedentes, disruptivo e sem volta. Repensar o habitar e nossa relação com os objetos em um futuro próximo é um grande desafio. Trabalho, lazer, tecnologia, proteção, multiuso, portáteis, todos mutantes e conectados. Como será nosso dia a dia? O que será usual e necessário que hoje em dia nem imaginamos? Você ousa prever o que precisaremos em 2030?“, Rodrigo Erthal, gerente de design de móveis do departamento de design e tendências — DAT da Tok&Stok.

Desenvolvimento

SABER

O objetivo do primeiro eixo do curso é, pelo conhecimento teórico, ampliar o repertório do estudante para a leitura do espírito do tempo presente. Por meio de análises sociológicas, históricas, psicanalíticas, filosóficas, semióticas, de comunicação, construção de narrativas discursivas e imagéticas, estudos das interseccionalidades (gêneros, raças, etnias, classes, inclusão e acessibilidade), e movimentos de design e das artes modernas e contemporâneas, elaborar um pensamento crítico com aplicabilidade prática para o desenvolvimento da economia criativa, sustentável e local de consumo.

SABER FAZER

No segundo eixo, as práticas de desautomatização da percepção e do olhar para o processo de criação convergem para o desenvolvimento das potencialidades do estudante na descoberta de metodologias ativas elaboradas especificamente para cada carreira e/ou negócio.

SABER SER

O terceiro e último eixo, que contempla os projetos de vida profissionais, é composto por laboratórios de pesquisa e criação pelas práticas de autoconhecimento, do desenvolvimento das capacidades autônomas e coletivas, do empreendedorismo e da postura ética para o mercado de trabalho no contemporâneo.

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

Para o trabalho de conclusão de curso (TCC), com orientação de Eduardo Laurino, Tok & Stok ou Brunno Almeida Maia, os estudantes deverão, em grupo, desenvolver pesquisas e projetos para a apresentação final do curso ao redor do tema “Como será nossa interação com móveis e roupas em 2030?“.

Semana internacional na Europa

O IED Brasil interrompeu temporariamente as atividades internacionais devido à pandemia da Covid-19 e estuda opções de reagendamento do calendário para quando for possível a retomada das viagens com segurança. Assim que definida a nova agenda, as respectivas turmas serão comunicadas.


ETHOS IED

O IED acredita que uma formação profissional completa nasce da união entre a inteligência cognitiva (teoria), a inteligência criativa (prática) e a inteligência emocional (dimensão humana).

Por isso, cunhamos uma base metodológica única que integra a gestão do saber, saber fazer e saber ser.


A formação de turmas e início dos cursos dependem de quórum mínimo (a critério da faculdade) para garantir a melhor experiência a todos os participantes.

O IED reserva-se o direito de alterar o corpo docente em função de necessidades pessoais ou institucionais, não comprometendo a qualidade do curso.


    Informe os dados abaixo para baixar o arquivo




    Baixe o programa do curso

    Início das aulas: 02/10/2021
    Dias: sábados e domingos, uma vez por mês
    Horário: das 9h às 17h

    Valores:
    15 parcelas de R$ 1.852,00
    À vista com 4% de desconto
    Parcelamento em até 24 vezes via Intersector
    Ex-Aluno IED tem 25% de desconto. Consulte condições

    COORDENAÇÃO

    BRUNNO ALMEIDA MAIA

    Pesquisador em Filosofia pela Unifesp, em 2018 foi pesquisador residente do NECMIS (Núcleo de Estudos Contemporâneos do MIS — Museu da Imagem e Som) com a pesquisa “Talvez num tempo da delicadeza: o amor no contemporâneo”, que resultou em um filme-documentário. É professor e já ministrou aulas sobre a relação entre a moda, a filosofia e a arte em espaços como Fundação Ema Klabin, Adelina Instituto Cultural, MAM — Museu de Arte Moderna de São Paulo, Oficinas Culturais Oswald de Andrade, Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, nos Sesc Consolação, Pompeia, Ipiranga, Jundiaí, 24 de maio e Belenzinho, CPF — Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, Casa da Palavra Mário Quintana, Oficina Cultural Hilda Hilst, Galeria AMDO, Biblioteca Mário de Andrade, Fábricas de Cultura, Biblioteca Pública Pedro Nava e Escola São Paulo. É autor do livro “O Teatro de Brunno Almeida Maia” (Editora Giostri, 2014), assina capítulo sobre a relação entre a literatura e a moda no romance Lucíola (1862), de José de Alencar, no livro “Moda Vestimenta Corpo” (Editora Estação das Letras e Cores, 2015), e é um dos autores da antologia “São Paulo em Palavras” (Editora Aquarela Brasileira, 2017). Foi facilitador pedagógico na formação em Cidadania e Direitos Humanos do Programa “Transcidadania”, uma iniciativa da Prefeitura Municipal de São Paulo, com a CADS (Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual) e Centro de Cidadania LGBT SP. Atualmente, trabalha em seu próximo livro, “Tempos de exceção: ensaios sobre o contemporâneo” (Editora Cosmos, no prelo).

    PROFESSORES

    EDUARDO LAURINO

    -

    Formado pela Faculdade Santa Marcelina, graduou-se em Desenho de Moda com bacharelado em Estilismo e especialização em Design de Acessórios. Chapeleiro, artesão e designer de formas e superfícies, é proprietário da marca de chapéus homônima. Desenvolveu coleções de acessórios para a cabeça para marcas da São Paulo Fashion Week (SPFW), Fashion Rio e Casa de Criadores, como Walter Rodrigues, João Pimenta, Têca por Helô Rocha, Rober Dognani, Luciano Canale para Santa Ephigênia, Felipe Fanaia, Isaac Silva, ELLUS, ELLUS 2 second floor, e, em 2016, a chapelaria da C&A por Alexandre Herchovitch. Desenvolveu as coleções de 2007 da marca Hihawai e fez grandes alianças e projetos com a Apego, e, posteriormente, na Casa de Quem!, onde também ministrava cursos de processo criativo. Colaborou com a campanha Fashion District da TAM Linhas Aéreas ao lado de Giovanni Bianco, Gui Paganini e Renata Côrrea. Como professor, apresenta um conteúdo programático eficiente, e seu curso de laboratório criativo já foi ministrado no SENAC Faustolo, na Casa de Quem!, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, unidades Sesc SP, Casa Museu Mário de Andrade, Casa da Palavra Mário Quintana e, mais recentemente, integrou o corpo docente do curso Técnico de Produção de Moda do SENAC Penha. Como figurinista e designer de acessórios, assinou espetáculos teatrais e óperas no Theatro Municipal de São Paulo como La Bohème, Carmen, Salomé e o espetáculo musical “Garrincha”, dirigido por Bob Wilson, no Sesc Pinheiros. Em 2013, produziu os chapéus para a telenovela “Joia Rara”, da Rede Globo de Televisão.


    DANIELA ATALLA

    +

    Mestre em Sociologia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), e em especialização em Antropologia do Consumo pela Consumoteca; graduada em Publicidade pela Faculdade Cásper Líbero, pós-graduada pela Faculdade Armando Alvares Penteado (FAAP) em Administração e pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) em Sociopsicologia. Atuou por mais de 20 anos no mercado corporativo, tendo atendido empresas como Itaú Personalité, Arezzo, Lupo, PGC Construtora e Transpetro. Empreendedora pela Tibete Conteúdo e Comunicação, é docente e conteudista com atuação em cursos de Publicidade, RP e Comportamento do Consumidor.


    JOãO FELIPE DOMICIANO

    +

    Psicanalista, doutorando e mestre em Psicologia Clínica pelo Instituto de Psicologia (IP) da Universidade de São Paulo (USP) com estágio doutoral na Université Paris 7. É coordenador da Rede Clínica do Laboratório Jacques Lacan do IPUSP, pesquisador do Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP (LATESFIP), docente do curso de pós-graduação em Psicologia Clínica do Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), docente convidado da pós-graduação em Psicanálise do Centro de Ensino do Hospital Albert Einstein e autor do livro “A Anatomia Torcida dos Mitos – Perspectivas da Antropologia Social à Clínica Psicanalítica”.


    JOãO CIACO

    +

    Mestre em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV) e doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP). É conselheiro associado e presidente do conselho fiscal da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), consultor independente em brand and business strategy, e sócio da consultoria OPLANO. Com mais de 25 anos de atuação na área de marketing, foi Chief Marketing Officer (CMO) da Fiat Chrysler Automobiles para o Brasil e para a América Latina, tendo também dirigido áreas de marketing na Eastman Kodak e Unilever. É pesquisador do Centro de Pesquisas Sóciossemióticas (CPS) e autor de vários artigos sobre marketing e semiótica e do livro “A inovação em discursos publicitários: comunicação, marketing, semiótica” (Editora Estação das Letras e Cores, 2013).


    JACKSON ARAúJO

    +

    Comunicólogo especializado em análise de comportamento de consumo de moda, mídia e comunicação. É ativista da racionalização criativa para a sustentabilidade e diretor criativo do festival multicultural Trama Afetiva. É pesquisador e estudioso de movimentos ligados à Economia Afetiva, termo que cunhou em 2014, um modo de reinventar o mercado pela valorização dos ganhos coletivos nas relações de criação, produção, venda e consumo. É coautor e editor dos livros “Economia Afetiva: Aprendizado para o futuro” (Museu Hering, 2018) e “Economia Afetiva: Por Uma Nova Tecitura Social” (Museu Hering, 2019). Ministra aulas sobre diversidade e inclusão na moda como parte de suas pesquisas sobre Imagéticas da Moda Afetiva. Jornalista premiado como Melhor Crítico de Moda do Brasil pelo Prêmio Abit 2003, publicou e editou na Folha de São Paulo, Revista da Folha, Key Magazine, Revista RG e no Jornal OPOVO.


    BARBARA KERN

    +

    Barbara Kern é CEO da empresa Vizcaya — marca própria e distribuidora de perfumes e cosméticos — e possui mais de 25 anos de experiência no mercado de luxo de cosméticos e fragrâncias, atuando como executiva principal em diferentes empresas do segmento no Brasil e em diferentes países. Identificou oportunidades de internacionalização para marcas brasileiras e latino-americanas, quando morou em Hong Kong. Na Colômbia, fez startup e foi CEO de duas empresas de distribuição de produtos de beleza de luxo. Desenvolveu e implantou o conceito da primeira loja exclusiva de marcas de fragrâncias de nicho da América Latina, em Bogotá (Neeche Haute Parfumarie), e, posteriormente, cedeu o uso do conceito e dos direitos da marca no Brasil.


    HELOISA DALLARI

    +

    Arquiteta graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) com mestrado e doutorado pela mesma instituição. É docente em cursos de Arquitetura e Urbanismo, História da Arte e Design de Interiores e é palestrante e pesquisadora de temas relativos aos campos de História da Arquitetura, História do Design e História das Artes Visuais.


    JEFFERSON DE ASSIS

    +

    Graduado em Desenho de Moda pela Faculdade Santa Marcelina, com extensão em Moda Projettata pelo Politecnico di Milano e Tecnologia na Produção de Calçados pela Universidade de São Paulo (USP), Jefferson De Assis é estilista e atuou como membro do Núcleo de Pesquisa e Design da Assintecal (2008/2018), responsável pelos projetos especiais do Salão Inspiramais. Integrou o casting de estilistas do Amni Hot Spot (2001/2006) e da São Paulo Fashion Week SPFW (2007), tendo seus produtos comercializados e exibidos em São Paulo, Nova York, Düsseldorf, Paris e Tóquio. Atualmente, é consultor de design e inovação para entidades como IN-Mod (Projeto Estufa, Loja SPFW e Selo SPFW AMA), SEBRAE e Secretarias Municipais de Desenvolvimento Econômico.


    ZECA GERACE

    +

    Formou-se em artes plásticas pela Escola Panamericana de Artes, em desenho industrial e Moda. Nos anos 90, mergulhou no universo da moda, trabalhando com estilistas (Lino Villaventura), fotógrafos (Claudio Elizabetsky), no cinema (Billy Castilho), e em revistas como a Vogue Brasil. Em 2002, fundou o Clube Xingu que revolucionou a noite paulistana com um público formado em sua maioria por artistas e formadores de opinião que expressavam, a cada noite, uma cenografia explosiva e subversiva. Em 2005, o Clube originou o Estúdio Xingu, parceria entre Zeca Gerace e Victor Correa que usaram da expertise de nightlife, somada à arte, para criar cenografias e atmosferas imersivas, saturadas de cores e códigos visuais próprios. Nos últimos quinze anos, o Estúdio Xingu assinou campanhas publicitárias premiadas internacionalmente, desenvolveu coleções de objetos e acessórios de moda em colaboração com diversas marcas. Além disto, o Xingu cria e dirige performances urbanas delirantes, nas quais questionam novas formas de ocupação dos espaços públicos das grandes metrópoles.


    LUCIUS VILAR

    +

    Designer de Moda, Lucius é diretor criativo do atelier Lucius Vilar, um escritório de imagem que trabalha com consultoria de pesquisas de moda, comportamento, estratégia, posicionamento, identidade, universo visual, desenvolvimento de coleções e design de superfícies. Possui experiência em pesquisa de moda e comportamento, tendo trabalhado em instituições nacionais e internacionais e na revista Bloom, de Li Edelkoort. Graduado em Design de Moda pela Faculdade Santa Marcelina (FASM), é especialista em design gráfico pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), e mestrando em Arquitetura, urbanismo e design pelo Centro Universitário Belas Artes.


    LUCIANO PINHEIRO

    +

    Mestre em fibras têxteis pela Universidade de São Paulo (USP), o artista transdisciplinar desenvolve sua arte com pigmentos, tecidos e tramas. Nascido em Bertioga, litoral norte de São Paulo, é filho de pescador e artesão e trabalha em seu repertório suas raízes e o fascínio pelo natural, pelas técnicas artísticas manuais e artesanais, verdadeiras e autênticas. Formado em farmácia, química e cinema, a moda surgiu há cerca de 12 anos em sua vida, justamente pelo interesse em criar um patrimônio referencial do artesanato feito por sua mãe, e pelas infinitas possibilidades de extrapolar a arte, com suas criações entrelaçadas com os problemas sociais e ambientais, resgatando as tradições e características da arte local. Teve um de seus acervos têxteis premiados no Prêmio Museu da Casa Brasileira, o principal prêmio da categoria do Brasil, e no Prêmio Objeto Brasil.


    RAFAELA MARTINS

    +

    Professora de História formada pela Universidade de Campinas (Unicamp) e mestre em História pela mesma universidade, atualmente, cursa doutorado em História na área de Política, Memória e Cidade. Durante o doutorado, estudou na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS) de Paris, na França, e realizou pesquisa no Musée des Arts Décoratifs e Bibliothèque National François Mitterrand. Possui experiência nas áreas de história, arquitetura, gênero e consumo.


    RAFAEL SILVéRIO

    +

    Formado pela Faculdade Santa Marcelina em Desenho de Moda (2013) e pós graduado em Negócios Internacionais e Comércio Exterior (2016), é guardião da Startup de Inovação Social VAMO (Vetor Afro Indígena na Moda). Colunista de sustentabilidade no Instituto Fashion Revolution Brasil, ocupa uma cadeira no COLABORA Moda Sustentável, além de ser coautor e gestor de marcas do Projeto Sankofa, com objetivo de racializar a maior semana de moda da América Latina, a São Paulo Fashion Week (SPFW). No trabalho autoral, é o criativo na marca Silvério, que discute a noção de Belo através de uma perspectiva romântica, com volumes inventivos.


    DANIELA AULER

    +

    É bacharel em negócios da moda pela Universidade Anhembi Morumbi com especialização em responsabilidade social e sustentabilidade pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desenvolveu sua carreira na criação e no marketing em moda inclusiva e sustentável. É idealizadora do Concurso Internacional de Moda Inclusiva, dos cursos de moda inclusiva realizados pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, do projeto Retalhos&Atalhos realizados na Rede de Reabilitação Lucy Montoro, coidealizadora do Moda e design: economia, inovação e sustentabilidade (MoDe), e representante do Fashion Revolution de Paraty, Rio de Janeiro.


    CAIO VITOR SOBREIRA

    +

    Coordenador de marketing de conteúdo no Dafiti Group, maior e-commerce de moda da América Latina. Carioca de 29 anos, estudou Desenho Industrial na Pontifícia Universidade Católica (PUC-RIO) e é bacharel em Design de Moda pelo Centro Universitário Senac. Foi produtor de conteúdo na Farfetch, maior referência mundial em marketplace de luxo. Atuou como colaborador do projeto digital do Shopping Cidade Jardim e, atualmente, se dedica também ao projeto autoral @caiopradentro, no qual traz poesias instagramáveis que dialoga com novas formas de conexão.


    ANDRé CARVALHAL

    +

    Escritor, consultor e especialista em design para sustentabilidade, e colunista da Carta Capital e MIT Technology Review. Desenvolveu projetos e ações para marcas como Coca-Cola, Do Bem, Grendene, Grupo Arezzo e Unilever. É autor dos best-sellers “A Moda Imita a Vida — Como Construir Uma Marca De Moda” (Editora Paralela, 2020), “Moda com Propósito” (Editora Paralela, 2016), do livro finalista do prêmio Jabuti 2019 “Viva o fim: Almanaque de um novo mundo” (Editora Paralela, 2018), e “Como salvar o futuro” (Editora Paralela, 2020).


    MONAYNA PINHEIRO

    +

    Formada em Moda pela Faculdade Santa Marcelina (FASM), especialista em Estética e Gestão de Moda pela Escola de Comunicação e Arte (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), possui mestrado profissional em Estética e Gestão de Moda pela mesma universidade. Foi docente da área de Moda durante 10 anos. É professora em cursos de pós-graduação e ministrou cursos nas áreas de Planejamento de Coleção, Gestão de Produto e Visual Merchandising. Trabalhou na área de desenvolvimento de produto em marcas como AVB, Bureaux Paulista e Apego e Reobote. Atualmente, é designer e proprietária da marca Nós Mais Eu, com desenvolvimento de acessórios sustentáveis ligados ao segmento do slow design, e faz parte da consultoria Retecendo, focada em desenvolvimento de produtos sustentáveis.

    Início das aulas: 02/10/2021
    Dias: sábados e domingos, uma vez por mês
    Horário: das 9h às 17h

    Valores:
    15 parcelas de R$ 1.852,00
    À vista com 4% de desconto
    Parcelamento em até 24 vezes via Intersector
    Ex-Aluno IED tem 25% de desconto. Consulte condições

    DISCIPLINAS
    Masterclass3h
    Mentoring3h
    Diálogos entre a história da arte, do design e do artesanal6h
    Laboratório criativo I — Criatividade e novas percepções6h
    Pensamento crítico e cultura material6h
    Perspectivas presentes e futuras6h
    Psicanálise do consumo6h
    Semiótica do consumo6h
    Consumo, comunicação e imagem6h
    Consumo, luxo e contracultura6h
    Metrópole, tecnologia e consumo6h
    Laboratório criativo II — da ideia à forma12h
    Novas metodologias: narrativas visuais e discursivas12h
    Percepção e linguagem visual: formas, volumes e teoria das cores12h
    Estudos das interseccionalidades no consumo (gêneros, classes sociais, raças, etnias, inclusão e direitos da pessoa com deficiência)12h
    Laboratório criativo III — finalização do projeto6h
    Projeto de vida: autoconhecimento, ética e empreendedorismo12h
    Sistemas de inovações sustentáveis e artesanais6h
    Orientação I (início do processo), II (desenvolvimento) e III (finalização)9h
    Apresentação do trabalho final3h
    SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID.