IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:

A Estante-biobo de Pedro Galaso

19 de outubro de 2021

Esta é a “Estante-biombo”, de Pedro Galaso, ex-aluno do curso  Master em Design de Espaços | MADEIN, do IED Rio. Recentemente seu trabalho recebeu menção honrosa no Prêmio Museu da Casa Brasileira.

A gente conversou com o Pedro e você confere seu depoimento por aqui!

• Conte um pouco do processo de criação da peça desde o protótipo até a finalização do objeto.

Tive como motivação homenagear meu grande mentor Joaquim Tenreiro e também criar um móvel onde pudesse dar opções aos usuários juntamente a conexão com a natureza cada vez mais pungente nesses tempos pandêmicos.

A Estante-biombo é uma peça versátil, com personalidade e que pode ser utilizada como biombo divisor de espaços, estante e jardim vertical móvel. O objeto foi realizado com processo artesanal priorizando a mão de obra qualificada dos mestres serralheiros e marceneiros.

• Nos fale um pouco sobre esse prêmio, sua importância e como é importante para você a repercussão do seu trabalho, sendo reconhecido de maneira tão importante.
|
Buscar um reconhecimento no pais onde eu nasci e moro sempre foi o foco do meu trabalho, até então, no meu currículo de prêmios só tinha premio internacional, como o premio de melhor mobiliário sustentável com a Banqueta Ubá na premiação novos talentos na Art Basel – Miami, não que não fosse importante, pelo ao contrário, me honro muito desses frutos, mas ainda faltava algo no meu país.
|
O Premio Museu da Casa Brasileira sempre foi algo impensável nesse altura da minha carreira pois eu tinha a percepção que isso viria com mais anos de trabalho, tendo em vista que grandes nomes do mobiliário Brasileiro recebem esse título todo ano. Estar entre eles, agora, era muita prepotência da minha parte, mas sempre tentei, mais pelo feedback dos jurados do que almejando ganhar.
|
Esse ano, desenvolvi um trabalho que, ao meu ver, estava redondinho em todos os sentidos, o Biombo-Estante Joaquim é uma peça elegante, funcional e com alta reciprocidade no mercado e na mídia e reflete em todos os sentidos todo esse momento pandêmico que estamos vivendo, (afinal, o design marca uma época) e resolvi inscrever ele, de novo, mais pelo feedback do que pelo vencer.
|
E eis que esse ano sou surpreendido com essa menção honrosa que eu recebi com muito orgulho e felicidade. Receber esse título de um premio tão importante me faz seguir em frente com todas as forças e saber que sim, podemos fazer design como os nossos grandes mestres um dia já fizeram nesse pais. A felicidade é muito grande mas com o pé no chão que ainda tenho muito estrada pela frente.
|
• Como aluno IED, nos fale um pouco sobre a sua experiência na escola e como o curso foi importante para você no início da sua carreira profissional. O que vc diria para os novos estudantes?
|
Viver o IED para mim foi uma experiência que eu desejo para todo mundo, entrei ao me formar na graduação e lá fiquei por um tempo, tempo onde fiz muitos amigos, onde tive professores incríveis e onde a percepção pelo o meu oficio foi elevado a potencia máxima.
|
Aprendi técnicas inovadoras, a pensar melhor em cada ideia, e acima de tudo, aprendi a disciplina que toda profissão que tem o design como foco necessita. Costumo a dizer que existe o Pedro antes do IED e um Pedro depois do IED.
|
Dizer algo para os novos estudantes? eu diria que por mais que pareça difícil, que pareça impossível ou que algo seria inalcançável, persistia, esse verbo eu usei em toda minha vida por ser o primeiro da família que preferiu o design como profissão. Viva o IED como ferramenta de vida, use e abuse de tudo que lhe for oferecido (e como eu usei) e se dê ao máximo, pois cada segundo que vivemos lá dentro é ouro.
|
E se me permitirem citar um grande mestre que tive a oportunidade de conhecer e aprender com ele, Charles Watson em seus cursos sempre diz: ” Não existe essa história de “baixar santo” o que existe mesmo são horas de trabalho, comece a trabalhar as 8 da manha e termine as 18h, Criatividade é algo que se conquista com muito trabalho e não uma ideia que vem do nada”
|

Parabéns Pedro, o IED também é outro depois da sua trajetória. Vamos juntos! =)


Roberta de Freitas
Comunicação e Branding

IED SÃO PAULO
Rua Maranhão, 617
Higienópolis
01240-001
+55 11 3660 8000

IED RIO
Casa d’Italia
Av. Pres. Antônio Carlos, 40 - Centro
Rio de Janeiro - RJ
+55 21 979170110

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID.