IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:

O trabalho de Marino Mixán

6 de julho de 2017

 

“… eu mesmo quis fazer minhas fotos no estúdio fotográfico do IED. Ele é uma maravilha por estar super bem equipado – e desse jeito já matava também a saudade da casa, minha casa tão querida: o IED.” 

 

 

Marino Mixán é peruano e cursou no IED São Paulo o curso de One Year em Jewerly Design. Seu trabalho tem forte representatividade peruana: muita cor, com mix de cristais e prata na confecção.

Confira nosso bate-papo com ele sobre sua carreira, sonhos e objetivos.

 

IED – Como surgiu seu interesse por jóias e como decidiu ser designer?
Marino – Eu sempre gostei das joias e venho de uma família que sempre as adorou. Sou arquiteto formado e adoro desenhar e caprichar nos detalhes. Encontrei na área das joias um lugar confortável e muito estiloso que me permitia fazer pequenas e fascinantes esculturas que transmitem minhas emoções e
sentimentos.

IED – Desde quando sabia que essa seria sua profissão?
Marino – Sabia que o desenho de jóias seria minha profissão desde que me senti completamente livre nela. Eu conseguia ter o controle absoluto das minhas criações e aquela sensação de liberdade é tão incrível que todo artista merece tê-la. Eu decidia o tamanho, a forma, o acabamento e principalmente a inspiração, aquele motor que é o início de cada nova coleção que eu faço.

IED – Qual é a melhor coisa de trabalhar no mercado do design?
Marino – É você ter uma história pra contar quando a jóia está feita, aquela peça que será eterna e que vai passar por gerações e nunca vai perder a essência com que foi feita.

IED – Qual nota você daria para a necessidade de atualização e especialização para um designer de jóias?
Marino – Sem dúvida alguma é 10. Uma pessoa sem estudo e que não se atualiza não representa nada! Não adianta o talento se não tem as ferramentas pra sobressair num mundo tão competitivo como esse.

IED – Você se formou recentemente no curso de One Year em Jewerly Design. Qual seu momento preferido dessa experiência?
Marino – Meu momento preferido sem dúvida foi o trabalho final que, apesar de não ter gostado muito no início (porque tinha muitas limitações) no final eu adorei – pois consegui batalhar e evoluir pra um novo nível como profissional. Até já bateu uma saudades desse trabalho final [risos] queria fazer de novo…

IED – Você acaba de fotografar sua nova coleção no IED. Conta mais sobre esse processo e as novidades que vem por aí? Fotografar no IED foi ‘saudade de casa’?
Marino – Eu gosto muito de tirar minhas próprias fotos do produto, acho uma parte tão delicada e sensível… a fotografia é uma parte muito importante na área de joias, acho que são os elementos mais difíceis de retratar por uma câmara. O fotógrafo têm que ter muita paciência e amor pra conseguir batalhar e contrastar divinamente aquele brilho do ouro e das pedras preciosas e fazer magia com as luzes foi por isso mesmo que eu quis fazer minhas fotos no estúdio fotográfico do IED – que é uma maravilha por estar super bem equipado – e daquele jeito já matava a saudade da casa, minha casa tão querida: o IED.
Quanto à marca, ela acabou de passar por uma ‘pequena grande’ mudança, finalizando uma etapa de desenho de Fashion Jewelry pra começar a ter foco absoluto no Fine Jewerly. 2017 é um ano de mudanças para a Marino Mixán, a marca se renovou pra ter foco absoluto em jóias em ouro 18K com pedras preciosas com as características de desenho de sempre.

 

Conheça o curso de One Year em Jewelry Design e venha fazer parte da família IED você também. Mais informações em http://iedm.io/jewelrydesign-iedsp

SalvarSalvar


Camilla Carvalho

É jornalista e especialista em redes sociais. Trabalha como produtora de conteúdo, é content hunter do IED São Paulo e fundadora do www.mademoiselleparis.com.br.
Instagram: @mademoiselleparis


IED SÃO PAULO
Rua Maranhão, 617
Higienópolis
01240-001
+55 11 3660 8000

IED RIO
Av. João Luis Alves, 13
Urca
22291-090
+55 21 3683 3786

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID