Entender como o processo criativo funciona e de que formas o tornar cada vez melhor é fundamental para você se destacar como designer.

Isso porque a criatividade tem um papel central na profissão. Mas é preciso saber aproveitá-la do jeito certo!

Muita gente acredita no mito de que a criatividade é um dom com o qual algumas pessoas nascem. No entanto, saiba que não é bem assim.

Embora a gente nasça com capacidades criativas, elas são o tempo todo influenciadas pelo ambiente social, pelas experiências e por tudo o que está ao nosso redor.

Quer saber como potencializá-las? Então continue lendo!

O que é o processo criativo?

O processo criativo é um conjunto de etapas pelas quais as pessoas passam para organizar os pensamentos, explorar novas ideias e gerar soluções.

Assim, direciona esforços a favor de uma atividade criativa. No caso do Design, pode ser o desenvolvimento de um produto, serviço ou experiência que atenda a determinadas necessidades.

No entanto, o mais interessante é que cada um tem um processo criativo próprio para produzir novas ideias.

Pensando em evitar possíveis bloqueios criativos durante o processo, você deve entender como o seu processo funciona. Ou seja, quais são os estímulos e práticas que ajudam você a colocar a criatividade em prática.

Qual o papel da criatividade no trabalho dos designers?

O propósito do Design é entender os problemas da sociedade e elaborar soluções eficientes para eles. Sem uma atitude criativa, seria impossível propor ideias que nunca foram pensadas antes.

Por isso, não é exagero dizer que a criatividade está na base do trabalho dos designers.

É ela que permite que os profissionais atribuam significados às suas criações, que devem refletir a visão de mundo de quem vai usá-las.

Sendo assim, se você trabalha na área, vale a pena buscar maneiras de potencializar sua capacidade criativa. Afinal, é ela que vai ajudar você a trazer a inovação necessária para sua prática profissional.

Melhore seu processo criativo com 8 dicas infalíveis!

1. Não fique preso à ideia inicial e busque vários caminhos

Quando você se apega à primeira ideia que teve, pode criar bloqueios em vez de expandir seus horizontes.

Sendo assim, mesmo que você tenha gostado muito de uma ideia, aprenda a aceitar que talvez ela não seja útil em determinadas situações.

É preciso estar aberto e seguir outros caminhos para não deixar as limitações atrapalharem o seu trabalho.

2. Acompanhe o trabalho de profissionais criativos que você admira

Nada como buscar diversas fontes de inspiração para estimular a sua criatividade.

Pense em designers ou outros profissionais cujos trabalhos chamam a sua atenção. Então, procure o perfil deles nas redes sociais.

Além de referências para criar ideias, podem ser excelentes fontes de aprendizado.

3. Fique atento aos sinais emitidos pela sua intuição

O processo criativo também é rodeado de sinais captados inconscientemente pela mente. E chamamos isso de intuição.

No Design, esse é um exercício importante e ao mesmo tempo útil para a geração de ideias diferentes.

Portanto, não ignore as sensações, sentimentos e emoções que surgirem quando você estiver tentando desenvolver uma nova solução.

4. Experimente fazer suas tarefas de um jeito diferente todos os dias

Por conta da rotina, é normal a gente repetir exatamente as mesmas coisas, ou seja, automatizar tarefas.

Embora possa parecer bobagem, fazer essas atividades de jeitos diferentes pode ser estimulante. Tente, por exemplo, pegar outro caminho para o trabalho ou alterar a ordem das tarefas que faz, costumeiramente.

Ao fazer essas pequenas mudanças, você estimula o cérebro e fortalece seu processo criativo.

5. Exercite sua criatividade fazendo as atividades que você mais gosta

Ainda que a gente use a criatividade de diversas formas, às vezes até sem perceber, vale a pena exercitá-la fazendo coisas prazerosas.

Sendo assim, separe um momento da semana para ler um livro, escrever, tocar um instrumento ou desenhar.

Se você gosta de se aventurar na cozinha, por exemplo, inventar uma receita nova pode ser uma ótima forma de colocar a criatividade para funcionar.

O que importa aqui é deixá-la fluir à vontade!

6. Faça intervalos ao longo do dia para descansar a mente

Uma mente criativa também precisa relaxar, sabia? Do contrário, ela se esgota e fica sem a energia necessária para elaborar novas ideias.

É por isso que muitas vezes ficamos horas e horas em frente ao computador sem conseguir resolver o que precisamos. Portanto, crie intervalos de descanso para você mesmo.

E não pense que você está perdendo tempo com isso.

Na verdade, além de melhorar sua capacidade criativa, eles ajudam você a ser mais produtivo no trabalho.

7. Fique sempre ligado no que está acontecendo no mundo

Seja qual for a sua área de atuação no Design, você trabalha criando soluções para a sociedade de hoje. Sendo assim, precisa estar em dia com os acontecimentos.

Não se trata apenas de acompanhar as notícias.

Crie o hábito de consumir conteúdos apurados para desenvolver o seu olhar crítico em relação às questões do nosso tempo.

8. Mantenha-se sempre aberto a novas experiências

O fortalecimento da criatividade depende de estímulos. Então não fique preso ao que você está acostumado, pois isso faz com que seus pensamentos não mudem.

Experimente fazer coisas diferentes, conhecer pessoas e visitar lugares novos.

Com isso, você cria oportunidades de entrar em contato com o desconhecido, o que é fundamental para os seus trabalhos.

Aproveite todo o seu potencial criativo investindo em qualificação profissional

Além de colocar essas dicas em prática, lembre-se de nunca parar de estudar. Isso porque a qualificação profissional é mais um dos fatores que contribuem com a criatividade.

Portanto, vá além da graduação!

Invista em cursos de pós-graduação, extensão, entre outras formações que abordem assuntos úteis para o seu dia a dia profissional.

É uma das melhores formas de se manter atualizado, adquirir novos conhecimentos e habilidades.

Assim, você vai fortalecer seu processo criativo e se destacar cada vez mais!

Quem disse que designer só faz ilustração? Confira o infográfico que mostra as principais opções de atuação no Design!