A ideia de mudar de profissão tem passado pela sua cabeça? Não se assuste, pois essa é uma sensação mais comum do que você imagina.

Ao longo da vida, todos nós passamos por várias transformações. E elas influenciam nossos gostos, interesses e objetivos de vida.

Por isso, em determinados momentos da carreira, é possível que você sinta a necessidade de fazer algo diferente, atuar em outra área ou mudar de profissão.

É justamente sobre isso que vamos falar neste artigo!

Entenda o que considerar nesse momento, as razões para mudar de rumo profissional e confira dicas de como fazer essa transição!

Tenha uma experiência diferente com os conteúdos do blog Design e Mercado. Experimente a versão narrada do nosso conteúdo. Basta dar um play abaixo ou fazer o download para ouvir offline!

O que é preciso levar em conta antes de mudar de profissão?

Antes de tomar qualquer atitude, você deve parar para refletir sobre o seu sentimento em relação ao trabalho. A partir daí, é possível dar os primeiros passos para mudar de profissão.

Talvez você até tenha um bom emprego, exerça suas funções com qualidade e tudo mais. No entanto, qual é a sensação que fica ao final de cada dia de trabalho?

Enquanto algumas pessoas se sentem insatisfeitas com a profissão, outras apenas têm a impressão de que algo está faltando. E os motivos podem ser vários!

Mas, de qualquer maneira, é importante que você sinta realização com o que faz. Só assim terá motivação para dar o seu melhor e construir uma carreira bem-sucedida.

Para isso, você precisa se autoconhecer, buscar informações sobre a nova profissão e saber como se preparar do jeito certo.

4 motivos para você mudar de profissão e trabalhar com Design

1. Atuar em uma área com grande potencial de crescimento

O Design tem crescido de forma significativa no mundo inteiro. No Brasil, é o terceiro maior setor da economia criativa, segundo dados da pesquisa “Diagnóstico do Design Brasileiro”.

Por isso, o mercado de trabalho está de portas abertas para os profissionais qualificados. Empresas de diversos segmentos dependem do trabalho dos designers para, por exemplo:

Portanto, a gente pode dizer que o Design se tornou estratégico para o desenvolvimento dos negócios.

2. Sentir-se profissionalmente satisfeito e valorizado

Quem não gosta da sensação de fazer um trabalho importante, não é verdade?

Além de ter uma ocupação e um bom salário, nada como ter o prazer de levantar todos os dias para trabalhar e impactar a vida das pessoas.

Esse é mais um dos motivos pelos quais os profissionais criativos decidem migrar para a área de Design. Isso porque os designers sabem que estão fazendo algo importante.

E o mercado também sabe disso. Portanto, as empresas valorizam o esforço diário dos profissionais qualificados para criar as soluções que a sociedade precisa.

3. Ter vários caminhos possíveis para seguir

Outro diferencial do Design é que o setor oferece muitas possibilidades de atuação.

Você pode se especializar na área que considera mais interessante para trabalhar. Por exemplo:

4. Crescer na carreira de forma rápida

Embora o mercado de Design esteja em alta, falta gente qualificada para ocupar as vagas nas empresas.

Por conta dessa carência de mão de obra, os bons profissionais têm grandes chances de crescer na carreira. E de forma rápida!

Sendo assim, se você estiver preparado para encarar os desafios e tiver as habilidades que o mercado tanto demanda, o sucesso é apenas consequência.

Mas, é claro que essa evolução também depende de muita dedicação e vontade de aprender. Afinal de contas, as mudanças estão acontecendo o tempo todo.

Dicas para fazer essa transição com a tranquilidade que você precisa

A mudança de profissão é algo que não se dá da noite para o dia. É preciso se preparar!

Veja como:

Busque se familiarizar com o universo da profissão

Você deve encarar a mudança de carreira como um projeto pessoal. Ou seja, que vai demandar energia durante certo tempo para se concretizar.

Dessa forma, é preciso mergulhar de cabeça no novo universo profissional. 

Sempre que possível, tente desenvolver as habilidades necessárias para fazer a transição com segurança.

Pesquise sobre a rotina de trabalho

Pode ser que o dia a dia do designer seja bem diferente do que você está acostumado hoje.

Por isso, é bom que você conheça sua futura rotina. O melhor jeito de fazer isso é por meio da troca de ideias com os profissionais que já estão no mercado há algum tempo.

Fuja das crenças limitantes

Tenha cuidado para não acabar criando obstáculos para si mesmo ao longo dessa transição.

Embora o medo faça parte do processo, não caia na cilada da insegurança, de achar que não dá conta ou que já passou da idade para mudar de profissão.

Seja persistente e otimista

Evite se focar no fato de que você ainda não tem a mesma bagagem de conhecimento e experiência que outros profissionais. Afinal, sempre vai ter alguém que trabalha com Design há mais tempo.

No entanto, você deve ser otimista e não deixar a peteca cair, ok? 

Para que um recrutador sinta confiança no seu potencial, você precisa ter segurança antes de mais nada.

Invista em qualificação profissional

Ser qualificado para trabalhar na área é fundamental para qualquer pessoa que deseja mudar de profissão.

Mas isso não significa que você precisa fazer outra graduação.

Existem diversas opções de cursos de pós-graduação em Design, de extensão, entre outras modalidades que ajudam você a se especializar.

Pronto para mudar de profissão e se tornar um designer de sucesso?

Agora você conhece os motivos para apostar no Design e quais são os passos necessários para mudar de profissão.

Com isso, esperamos que você se sinta pronto para correr atrás da verdadeira realização!

Então, o que acha de começar a investir em qualificação? Confira agora as opções de cursos de pós-graduação, extensão e One Year do IED!