A metodologia ágil é uma tendência que veio para ficar. Talvez você não se lembre de imediato, mas provavelmente deve ter visto esse conceito em prática.

E é possível aplicá-la em sua carreira também. Que tal saber mais sobre o assunto? É só continuar a leitura agora mesmo!

O que é metodologia ágil?

A metodologia ágil é o conjunto de técnicas voltadas para gestão de projetos. Seu principal objetivo é garantir mais rapidez e eficiência para as tarefas.

A princípio, o conceito foi criado para melhorar o desenvolvimento de softwares.

No entanto, os resultados foram tão positivos que ele passou a ser usado em outros setores. Hoje, toda empresa moderna conta com essa aplicação.

Suas principais características são:

  • Melhoria contínua;
  • Feedback e cooperação entre equipe e cliente;
  • Entregas mais rápidas;
  • Demandas de maior qualidade;
  • Flexibilidade para desenvolver o projeto;
  • Criação de valor para atender a necessidade do cliente;
  • Possibilidade de mudanças;
  • Inovação.

Por que a metodologia ágil é tão importante?

A importância da metodologia ágil está em três aspectos essenciais para o sucesso de uma empresa. Veja só!

Acelera o gerenciamento de projetos

Toda empresa quer entregar suas demandas com rapidez. Não apenas para cumprir seu compromisso com o cliente. Mas para iniciar novas demandas. 

E se tudo isso for feito com qualidade, melhor.

Gera economia de tempo

Quando o projeto é desenvolvido em menos tempo, é possível partir para outras atividades. Assim, até mesmo o sistema de prioridade das demandas melhora.

A melhoria na gestão de tempo reflete na produtividade dos colaboradores. Os resultados da empresa também crescem.

Garante redução de custos e recursos

Por fim, é possível também reduzir custos e evitar o desperdício de recursos. O dinheiro pode ser redirecionado para outras questões. Ou até mesmo ser usado como investimento para outras inovações. 

Os recursos utilizados também são muito mais bem aproveitados e rendem mais.

Uma pesquisa recente confirmou que pelo menos 73% das organizações globais utilizam metodologias ágeis em seus projetos.

Com essa proposta, pelo menos 28% tem resultados melhores do que aqueles realizados com métodos tradicionais.

Vale lembrar, porém, que não basta simplesmente escolher uma metodologia aleatória para sua carreira ou seu trabalho.

É fundamental avaliar bem seus objetivos e seus recursos para ter uma boa adaptação. Do contrário, você terá que lidar com perda de tempo e de dinheiro.

E é justamente isso o que a visão ágil quer evitar, certo? Então, tenha calma na escolha e procure conhecer bem os princípios de cada tipo de metodologia diferente.

Qual é a diferença entre metodologia tradicional e metodologia ágil?

Agora, é preciso tocar em um ponto importante. Qual é a diferença entre metodologia ágil e metodologia tradicional? E por que a primeira se destaca?

Bom, para começar, a metodologia ágil tem um processo mais veloz do que qualquer metodologia tradicional. Essa última tem aquelas etapas longas, de análise, testes, manutenção, entre outros.

E sua intenção é simplesmente prever a entrega final. Na metodologia ágil, porém, a ideia é adaptar.

O que não significa falta de planejamento! Na verdade, existe um ciclo eficiente desenhado para ser seguido, a diferença é que ele pode passar por mudanças.

Sempre que o rumo puder ser mudado para encurtar a demanda, não há problema. Ainda mais se o objetivo é fazer com que o cliente veja resultados o quanto antes.

Na medida em que os projetos são executados, os serviços são aprimorados. E, assim, a jornada dos processos passam por melhorias.

Com isso, as equipes entregam valor em muito menos tempo. Mesmo que as mudanças sofridas sejam impactantes.

Por fim, vale mencionar que o papel do cliente para um feedback preciso é importante na versão ágil.

Quando ele enxerga o que está sendo realizado, logo deixa a sua avaliação. Dessa forma, diante de qualquer necessidade de mudança, fica mais fácil fazer implementações sem comprometer as ações.

O que é o manifesto ágil?

A metodologia ágil partiu da ideia de desenvolvedores que não aguentavam mais enfrentar etapas engessadas em seus projetos.

Ao se juntarem, criaram o chamado Manifesto Ágil. Ou seja, uma declaração oficial com os princípios de sua proposta.

Ela partiu de quatro valores:

  1. As interações de indivíduos com procedimentos e ferramentas.
  2. Como o software funciona acima de sua documentação.
  3. A necessidade de colaboração com o cliente.
  4. A capacidade de aderir a mudanças mesmo com um planejamento inicial.

Assim, fica claro que a intenção é entregar qualidade e boa experiência para o usuário. Ainda que alguns processos precisem ser controlados.

Em seguida, 12 princípios foram registrados:

  1. A prioridade é agradar o cliente ao entregar a demanda antes do prazo e com valor.
  2. É preciso aceitar mudanças, ainda que o projeto esteja quase no fim, se isso significa atender as necessidades do cliente.
  3. Uma versão do produto deve ser entregue em pleno funcionamento em semanas ou meses, para a avaliação do cliente.
  4. É fundamental trabalhar em conjunto com o cliente todos os dias.
  5. O ambiente de trabalho deve ser motivador, organizado e com os recursos necessários disponíveis para que os colaboradores trabalhem bem.
  6. Conversas cara a cara são mais eficientes para transmitir informações.
  7. Funcionalidade é sinônimo de progresso.
  8. Processos ágeis contribuem para um ambiente sustentável. Por isso, o avanço é constante.
  9. Excelência técnica e Design devem caminhar juntos para aumentar a agilidade.
  10. A simplicidade deve ser vista como uma forma de otimizar o trabalho.
  11. Organização é a palavra-chave para boas ideias.
  12. Periodicamente e com frequência, o time precisa pensar em melhorias para seus processos e ajustar seu comportamento com base nessa definição.

Ao analisar o cenário do desenvolvimento de softwares, fica mais fácil imaginar como tudo isso acontece, não é mesmo? Mas o ideal é que todo setor de atuação consiga executar esse manifesto.

Quais são os principais tipos de metodologias ágeis?

Agora, é hora de ver como uma metodologia ágil funciona na prática. E no dia a dia da sua carreira, é claro! Confira.

Scrum

A metodologia Scrum é, provavelmente, a mais famosa nos ambientes corporativos.

Ela pode ser utilizada em equipes de até 10 integrantes. Desse modo, a integração da equipe fica mais fácil e não enfrenta problemas.

É preciso seguir as seguintes determinações:

  • Planejamento de entrega;
  • Divisão do projeto entre os integrantes (também chamado de Sprint);
  • Reuniões diárias;
  • Revisão da divisão do projeto;
  • Recordação da divisão do projeto.

E o que isso significa? Que você simplesmente precisa começar a planejar tudo o que tiver que fazer para dar seu próximo passo.

Com a lista de atividades, divida as ações entre sua equipe. Fique em contato com ela para averiguar o andamento do projeto, por meio das reuniões.

E observe como essa divisão de papéis garante uma metodologia mais sólida. No sentido de apresentar resultados, atender aos objetivos finais e cumprir prazos, principalmente.

Lean

A metodologia Lean surgiu na Toyota, na metade do século XX. É super tradicional e é adotada em milhares de empresas ao redor do mundo.

Seu objetivo é ter métodos de gerenciamento mais eficazes para grandes equipes. E evitar perda de tempo, atrasos e decisões erradas.

Seus princípios são:

  • Qualidade em cada etapa do processo;
  • Criar conhecimento;
  • Não se precipitar para tomar decisões;
  • Fazer entregas no menor tempo possível;
  • Respeitar pessoas e empoderar times;
  • Eliminar desperdícios;
  • Otimizar tudo o tempo todo.

Em sua vida profissional, você usa a proposta Lean para ter uma rotina estratégica.

Dessa forma, conseguirá acompanhar a execução de todos os processos da empresa, de modo a deixá-los mais inteligentes.

A intenção é reduzir erros e não ter pressa nas decisões, fazendo com que não se desperdice tempo e recursos. Além de deixar a equipe com autonomia sobre cada etapa.

Kanban

O método Kanban é inspirado na metodologia japonesa utilizada para organizar grandes fábricas na década de 1960.

Basicamente, essa metodologia consiste em usar sinalizações para representar o status da produção. Também surgiu na Toyota, uma empresa que fabricava em grande escala, para identificar as etapas produtivas e controlar seus estoques.

Como isso pode ser feito hoje em dia? De um jeito super simples: montando quadros de vidro ou murais com post-its em um sistema de cores.

Ou usando plataformas online, que permitem uma visão geral do andamento da empresa. Hoje, você consegue até mesmo personalizar um serviço assim, seja para a empresa ou para uso pessoal.

A partir disso, o Kanban nada mais é do que um método visual. Todos podem acompanhar tarefas, projetos e responsabilidades. É uma excelente maneira de controlar o tempo e descobrir o que demanda mais ou menos horas, de modo a trazer um equilíbrio maior para o dia.

Com todos esses dados em mãos, é possível priorizar o que é mais importante e evitar a sobrecarga de colaboradores.

DSDM (Dynamic Systems Development Methodology)

A metodologia DSDM, sigla para Metodologia de desenvolvimento de sistemas dinâmicos (Dynamic Systems Development Methodology), foi desenvolvida em 1990.

Ela conta com três fases:

  • Pré-projeto: identificação de projetos, estudo de orçamento, controle de recursos.
  • Projeto: início do projeto, análise de viabilidade (funcional e econômica), criação de protótipos para demonstrar funcionalidades ao cliente e obter feedbacks constantes, até se chegar ao resultado final.
  • Pós-projeto: manutenções, ajustes e retomada de fases anteriores caso seja necessário.

No dia a dia profissional, esse método costuma ser um pouco mais detalhado em relação aos demais. No entanto, também exige agilidade. 

O ideal é que se entregue protótipos em pouquíssimo tempo, para que os feedbacks sirvam como guia para ajustes mais precisos.

Como aplicar a metodologia ágil em sua rotina?

Ao conhecer exemplos de metodologia ágil, você provavelmente conseguiu imaginar aplicações na sua realidade. Mas aqui estão mais algumas dicas para aperfeiçoar essa experiência.

Dê pequenos passos

Sim, a metodologia tem a proposta de ser ágil, rápida. Mas se você não começar aos poucos, será atropelado por ela.

Portanto, defina grandes coisas que precisa fazer e depois separe em tarefas menores.

Depois, coloque tudo em sequência, faça quantas listas precisar e execute com cuidado. Isso vale para seu plano de carreira, seu trabalho e sua vida pessoal.

Aprenda a trabalhar em equipe

Metodologias ágeis só funcionam quando são feitas em equipe. Então, aprenda a trabalhar com outras pessoas e a valorizar o que elas fazem.

As tarefas em conjunto são o primeiro passo para vencer dificuldades e desafios. Sozinho, é capaz de se estressar mais fácil.

Peça sugestões, conselhos e avalie novas perspectivas. Grupos com interesses em comum tendem a ter ideias mais consistentes.

Tenha o hábito de testar

Percebeu que os tipos de metodologias têm algo em comum? Sim, o hábito de testar. Você deve levar isso para o seu dia a dia.

Experimente, sem medo! E pare de esperar pela perfeição. Falhar frequentemente e o quanto antes é o que permite chegar mais rapidamente ao sucesso.

Descubra como enfrentar seus desafios e não fique paralisado pelo medo. Tente aprender, crescer e tirar dúvidas para se tornar ágil.

Envolva o próximo

No processo ágil, manter o cliente envolvido é essencial. Por isso, durante suas atividades, peça sempre feedbacks.

Mostre que você está interessado em melhorar resultados e que quer fazer mais e melhor.

Tenha atitudes positivas, conserve seu senso de humor e sirva aos outros com suas habilidades e talentos. Um bom aproveitamento disso é a essência dos fundamentos ágeis.

Foque na melhoria contínua

Um modelo ágil leva esse nome porque suas etapas são executadas em ciclos curtos. Justamente para que dê tempo de receber feedbacks dentro de poucos dias ou semanas.

Dessa maneira, há a possibilidade de sempre melhorar. Essa é uma proposta que você deve levar para sua carreira e para sua vida.

Deixar de fazer algo por muito tempo traz o risco de estagnar. E não é isso o que você quer, certo?

Crescer profissionalmente é essencial. Então, procure por novos desafios e tente dividir suas tarefas para entender seu ritmo e seus resultados.

Viu só como é possível incorporar uma metodologia ágil em sua carreira? Depois de aprender cada uma delas, basta encontrar a que mais se encaixa nas tarefas da sua profissão.

Ou então, começar do zero a implementá-la na prática. Para isso, conheça nosso curso de Design e Metodologias Ágeis e se inscreva agora mesmo!