Marketing 1, 2, 3, 4 e 5.0. Os números podem parecer bobos, mas eles representam o tanto de avanços nos estudos na área de marketing. 

E a comunicação nem se fala: comunicação interna, organizacional e empresarial são algumas das nomenclaturas para o setor, que se renova a todo instante. 

Apesar de não serem sinônimos, ambas as áreas conversam e muito. 

Por isso, no texto de hoje, você vai ver por que é importante investir em marketing e comunicação nas organizações em geral, sejam elas públicas ou privadas. 

O que são marketing e comunicação? 

Marketing origina-se do inglês “market”, tradução livre para mercado. O marketing então nada mais é do que um estudo do mercado para fazer as melhores ações, de modo a trazer mais sucesso às marcas.

O guru da área, Philip Kotler, autor dos conceitos falados no início deste texto, o define como “um processo social por meio do qual as pessoas obtêm aquilo de que necessitam e o que desejam com criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com outros” (2000, p. 30)*.

Já a comunicação pode ser classificada como um elemento que faz parte do marketing. Ela é o instrumento pelo qual o produto é apresentado ao público, tanto interno (da empresa) quanto externo (consumidores). 

Marketing e comunicação nas empresas

De acordo com a Professora Margarida Kunsch, docente referência na área de Relações públicas, a comunicação no ambiente empresarial forma um ciclo integrado. Por isso, investir no público interno certamente vai refletir no posicionamento da empresa no mercado. 

O principal problema de uma falta de uma comunicação adequada no trabalho é o fato de que isso gera funcionários insatisfeitos, o que influencia no marketing. Afinal, os funcionários são os primeiros clientes da empresa.

Agora imagina ver a propaganda de determinada marca cujos funcionários falam mal dela? Você acha que alguém vai querer comprar os serviços da organização? A resposta deixamos para você… 

Por isso, é essencial que as empresas invistam em uma comunicação de qualidade. Como diz o professor Wilson Bueno:

“Funcionários descontentes, mal-informados, geram prejuízos imensos às organizações porque podem expressar, com mais autenticidade do que outros públicos, os valores positivos ou negativos da cultura organizacional. Fica fácil acreditar no que eles dizem porque, afinal de contas, eles estão vivendo lá dentro”.

Por que marketing e comunicação devem andar alinhados?

Como dissemos antes, investir em uma comunicação interna é essencial para manter a imagem da organização em dia.

Por isso, seguem algumas estratégias para manter ambas as áreas em sintonia: 

Fortalece a cultura organizacional

Se a comunicação interna é uma das prioridades da empresa, fica muito mais fácil difundir os valores da organização e aumentar o senso de pertencimento dos funcionários.

É essencial que os colaboradores sejam sempre avisados sobre tudo o que acontece na organização da maneira mais clara possível, de modo a evitar ruídos.  

Aumenta a produtividade dos funcionários 

Não adianta: ter uma boa comunicação interna é essencial para evitar funcionários insatisfeitos com a empresa. A falta dela faz com que os colaboradores fiquem desmotivados, favorecendo as fofocas de corredor (rádio-peão).

E por que isso é ruim? Pode prejudicar a reputação do negócio. 

Reduz o turnover

Segundo Malin Teles, especialista em Comunicação estratégica, a falta de comunicação interna pode, além dos fatores citados antes, gerar o temido turnover. Basicamente, o termo diz respeito à rotatividade dos funcionários que gera custos altos e desnecessários para a empresa. 

Aumenta os resultados da organização 

Se a comunicação é bem estruturada, o funcionário percebe que é valorizado e sabe que seu trabalho colabora para a empresa. Por isso, nada mais natural que os resultados da organização aumentem, não é mesmo? 

Uma pesquisa da PwC mostra que companhias que têm uma cultura organizacional definida lucram até duas vezes mais que aquelas que não possuem uma cultura empresarial solidificada. 

E o marketing, o que faz dele tão importante para o meu negócio?

Como falamos no início, marketing é o estudo do mercado para promover ações que divulguem a empresa. No marketing digital, é a mesma coisa. 

Com boas estratégias, é possível fazer do marketing digital um grande aliado do seu negócio. Veja alguns motivos:

Aumenta a autoridade da empresa

As ações de marketing digital são essenciais para fazer com que sua marca seja conhecida e você tenha mais chances de fechar negócios.

Afinal, dificilmente as pessoas vão comprar de quem elas não conhecem, não é mesmo?

Atrai uma audiência qualificada

A internet é um meio poderoso para atrair novos clientes. 

Com um conteúdo de qualidade, é possível construir uma lista de contatos que podem se tornar o público do seu estabelecimento.  

Destacar-se em meio a um mar de concorrentes

Você pode até pensar: IED, eu tenho mil concorrentes que fazem a mesma coisa que eu e vendem o mesmo produto.

É uma desvantagem? Não necessariamente. Se você focar em conteúdos que resolvam um problema de um consumidor ou, pelo menos, ajude-o a tomar a melhor decisão de compra naquele momento, pode conseguir um novo cliente no futuro.

Já pensou que incrível? Por isso, priorize materiais como blogposts e e-books gratuitos para ter o seu diferencial perante os concorrentes.

Design e marketing podem andar juntos?

Existem inúmeras possibilidades para quem deseja fazer uma pós-graduação em alguma das áreas ou complementar a formação em áreas interdisciplinares, como o Design. 

Por incrível que pareça, o Design pode ajudar no marketing e comunicação.

Bom, o Design tem o poder de chamar a atenção do público. Quanto mais atrativa a marca for visualmente, mais chance terá para atrair o olhar do cliente e gerar uma compra, aliado à qualidade do conteúdo e do serviço oferecido, claro. 

Além disso, vale ressaltar que uma das grandes funções do Design é oferecer funcionalidade aos produtos desenvolvidos. E usar o marketing para anunciar isso é imprescindível. 

Mas, para que o produto seja funcional, é essencial ter empatia para entender as necessidades do consumidor. E é aí que entra o marketing, a partir dos estudos de persona e do público-alvo. 

Por isso, invista em cursos livres para melhorar a sua formação e desenvolver as habilidades profissionais e as socioemocionais necessárias para fazer um bom trabalho nas áreas. 

Como usar marketing e comunicação a seu favor 

Agora que você já viu como as duas áreas se relacionam, que tal começar a estudar agora mesmo? 

O nosso infográfico “O caminho para se tornar um executivo de comunicação” vai ajudá-lo a dar os primeiros passos se você quer entrar na área, ou a continuar no setor caso já possua alguma formação ou experiência na área. Baixe o material gratuito aqui!

E se curtiu a citação do post, confira aqui a referência do livro citado:

*KOTLER, Philip. Marketing para o século XXI: como criar, conquistar e dominar mercados. Trad. de Bazán Tecnologia e Linguística e Cristina Bazán. 7ª ed. São Paulo: Futura, 2000a.