Você consegue imaginar como vai ser o futuro do trabalho? Ficando de olho nas tendências, é possível saber o que esperar!

De uns tempos para cá, muita coisa vem mudando no mercado.

A forma de se trabalhar é bem diferente do que as gerações anteriores estavam acostumadas. E, pelo o que parece, as transformações devem continuar acontecendo.

Principalmente com a crise causada pela pandemia, o mundo foi obrigado a se adaptar à nova realidade, inclusive as empresas e os profissionais.

Você com certeza deve estar curioso para saber como vai ser quando chegar sua vez de ocupar um lugar no mercado, não é?

Então continue lendo para saber mais!

Futuro do trabalho: 8 tendências para você ficar ligado

1. Teletrabalho

O teletrabalho – também chamado de trabalho remoto ou home office – tem mostrado que chegou para ficar.

Apesar de existir há um tempo, muitas empresas ainda eram resistentes a deixar seus funcionários trabalharem fora do escritório.

Porém, pelo o que temos visto, os escritórios estão dando lugar aos espaços virtuais, que funcionam para diversas profissões.

Além de ser mais barato para as empresas, os profissionais veem vantagens em poder trabalhar de qualquer lugar, com flexibilidade de horários.

Tanto é que, de acordo com uma pesquisa da Salesforce, mais da metade dos entrevistados trocariam de emprego para poder trabalhar remotamente.

Com a ajuda da tecnologia, é possível atender a todas as necessidades.

Conforme as pessoas vão se adaptando a esse novo estilo de trabalho, coletivamente, fica mais fácil encontrar o desejado ponto de equilíbrio.

2. Desenvolvimento de soft skills

Já ouviu falar das soft skills? Elas nada mais são do que as competências socioemocionais, aquelas ligadas ao comportamento.

No futuro do trabalho, essas habilidades vão ser fundamentais para quem quiser se destacar. Entre as principais, estão, por exemplo:

  • Comunicação eficaz;
  • Pensamento criativo;
  • Resiliência;
  • Empatia;
  • Liderança;
  • Ética;
  • Colaboração;
  • Flexibilidade.

Isso não quer dizer que elas não tenham importância hoje, pelo contrário. As soft skills sempre tiveram o poder de diferenciar os melhores profissionais.

Mas, olhando para onde o mundo caminha, a tendência é que elas se tornem prioridades entre os fatores valorizados pelos recrutadores.

3. Lifelong learning

O conceito de lifelong learning, ou educação continuada, significa basicamente nunca parar de estudar.

Pensando na velocidade em que as mudanças acontecem, buscar a qualificação profissional contínua é questão de sobrevivência.

E as crises mais recentes têm mostrado o quanto se manter atualizado é fundamental.

Portanto, no futuro do trabalho, quem vai se dar são as pessoas com sede de conhecimento, dispostas a aprender e acompanhar os movimentos da sociedade.

4. Autogestão

A capacidade de gerenciar a si mesmo é mais uma das tendências para o futuro do trabalho. E ela tem tudo a ver com as novas dinâmicas, em que a liberdade é muito valorizada.

Afinal, o que importa daqui para frente não é o funcionário mostrando trabalho de tal a tal hora do dia no escritório. Mas, sim, a entrega de resultados.

Quem deve ser responsável pelas entregas são os próprios profissionais. Com mais liberdade e autonomia, a responsabilidade também aumenta.

Ao mesmo tempo, a autogestão favorece a produtividade, performance e o compromisso de cada um com o próprio trabalho.

5. Trabalho com propósito

Pesquisas recentes vêm apontando que ter propósito na carreira é fundamental para a felicidade das pessoas.

É claro que um dos objetivos de se ter um emprego é ganhar dinheiro. Porém, o dinheiro não é o que dá motivação para as pessoas fazerem mais do que a obrigação.

Quando alguém se identifica com o que faz, acredita na missão da empresa e sente que está fazendo algo com propósito. Tudo muda.

E a tendência é que as pessoas corram atrás, cada vez mais, do que as move, do que dá alegria e energia para botar a mão na massa.

6. Processo seletivo virtual

As entrevistas presenciais, que costumavam ser uma das principais etapas dos processos seletivos, estão perdendo lugar para as videochamadas.

Tanto os recrutadores quanto os candidatos já estão se acostumando a esse novo modelo. No futuro do trabalho, os processos virtuais devem se tornar a regra e não mais a exceção.

Com isso, o LinkedIn se torna uma ferramenta de ouro para encontrar as melhores oportunidades e também ser encontrado.  

Portanto, vale a pena criar o quanto antes o hábito de usar a plataforma para se conectar às empresas e profissionais relevantes da sua área.

7. Trabalhadores independentes

Outra tendência ligada à flexibilidade, liberdade e autonomia é a do aumento de trabalhadores independentes.

Ou seja, que não têm vínculo formal com uma empresa, como freelancers, profissionais temporários e pequenos empreendedores.

Em áreas criativas, ligadas às artes, por exemplo, é uma tendência que já se instalou no mercado de trabalho.

Embora, de certo ponto de vista, possa ter suas desvantagens, atuar de forma autônoma permite que cada um trace os seus próprios caminhos na carreira.

8. Diversidade

Sabia que as empresas que apostam em diversidade de gênero, cultural e étnica costumam ter uma lucratividade acima da média? Foi o que mostrou um estudo da McKinsey.

Mas não é só por isso que a diversidade é uma tendência que vai mudar o futuro do trabalho.

A questão da exclusão de certos grupos na sociedade tem se tornado uma urgência para acabar com a desigualdade entre as pessoas.

Não se trata de “fazer um favor”, mas de dar oportunidades para que todos possam fazer parte do mercado e construir a própria trajetória.

Prepare-se para o futuro do trabalho!

O que achou das tendências que a gente apresentou aqui? Fique de olho, pois elas certamente vão aparecer em algum momento da sua carreira.

Mas o melhor que você pode fazer por enquanto é começar a se preparar para o futuro do trabalho.

E sabe como? Dando o primeiro passo da sua vida profissional: começar uma faculdade de qualidade na área em que você pretende trabalhar.

Gostou de descobrir essas tendências? Para ficar por dentro de outros assuntos relevantes do mercado, cadastre-se em nossa newsletter, na página principal do nosso blog.