Você já parou para pensar em como são amplas as possibilidades da carreira de designer? Basta olhar ao seu redor e perceber como o trabalho desse tipo de profissional está presente na nossa vida.

Embalagens, estampas, aplicativos, móveis, instrumentos cirúrgicos e por aí vai: tudo isso envolve um pouco de Design.

É possível desenvolver uma carreira de designer inserido nas mais diversas áreas do conhecimento. O que cativa você? Inovação, joias, moda ou interiores? Veja algumas das possibilidades que você pode escolher!

Mas, antes, entenda a importância do Design para todos nós.

Qual a relevância do Design para a sociedade?

Estamos acostumados a ver a utilização do termo Design ligado a um sentido artístico, entretanto, ele é muito mais que isso. Design é a solução de uma necessidade humana.

O Design é a realização do desejo de ter uma melhor experiência em qualquer atividade que ele se proponha a fazer. 

Segurar um garfo, olhar uma embalagem ou escolher sua aliança de casamento. Todas essas experiências são melhoradas com a atuação do designer.

Ou seja, o papel do Design na sociedade é fazer a vida mais funcional e as escolhas mais prazerosas. É trazer beleza, mas também conforto e funcionalidade.

Quais são as habilidades fundamentais para trabalhar na área do Design?

Muito se diz que, para se destacar em uma carreira de designer, é preciso ter criatividade, o que realmente é correto. O que não é verdade é que a criatividade é um dom.

Existem várias habilidades relacionadas, ou soft skills, que podem ser trabalhadas e desenvolvidas para que você crie trabalhos verdadeiramente criativos e desejados. Entre elas, podemos destacar algumas a seguir.

Princípios de organização

Muitas vezes, o trabalho de um designer consiste mais em reorganizar elementos existentes de uma forma mais harmônica e intuitiva, que em criar algo novo. Por isso, o princípio de organização é fundamental para transmitir as finalidades de um projeto.

Trabalho em equipe

Uma constante na carreira de designer é trabalhar em equipes multidisciplinares, combinando suas habilidades com as de outros profissionais.

Saber onde encaixar a sua habilidade e usar a de diferentes profissionais para compor o seu projeto é, sem dúvidas, um fator chave de sucesso.

Empatia

Ao desenvolver projetos que serão utilizados por outras pessoas, é fundamental que o designer consiga se colocar em diferentes situações ao imaginar soluções.

Boa capacidade de comunicação

Como sua função envolve resolver demandas e solucionar problemas, é muito importante saber se comunicar.

Elaborar os questionamentos certeiros, fazer-se entender pelo outro e conseguir compreender o que as pessoas têm a dizer é extremamente importante para um projeto de sucesso.

Como seguir uma carreira de designer?

As mais variadas áreas do conhecimento podem proporcionar uma carreira de designer. Para ser um profissional que se destaque no seu segmento, avalie como o Design pode contribuir para seu mercado.

Para ajudar você nessa missão, listamos aqui algumas possibilidades mais interessantes de atuação com princípios de Design.

1. Design de interiores

Ao escolher seguir uma carreira de designer de interiores você atuará planejando e projetando os mais variados espaços.

Casas, escolas, indústrias, empresas ou qualquer outro que envolva atividade humana. Tudo para melhorar o conforto e a funcionalidade.

 As possibilidades são muitas:

  • prestar consultoria para famílias que vão construir ou reformar a casa;
  • atuar na elaboração de cenários para a produção de comerciais ou da indústria cinematográfica;
  • projetar espaços de trabalho que proporcionem o melhor desempenho das pessoas;
  • idealizar a configuração do espaço de grandes feiras e eventos.

Além disso tudo, você terá grandes oportunidades de desenvolver sua profissão em qualquer parte do mundo, já que o Design é universal.

2. Design estratégico

Esta é uma possibilidade de carreira que comprova que o Design não é apenas forma, é também ideia. Essa associa conhecimentos multidisciplinares a fundamentos do Design para desenvolver estratégias.

É uma excelente alternativa para quem quer mergulhar na área de empreendedorismo e negócios.

Estratégias bem-elaboradas são capazes de criar uma grande rede de valor comercial e proporcionar sucesso a vários dos players envolvidos.

Ao mergulhar na carreira de designer estratégico, você enxergará todas as variáveis que envolvem, desde os fatores humanos até a viabilidade econômico-financeira. Tudo em busca de construir um futuro desejável.

3. Design de joias

Ganhando cada vez mais destaque no mercado, quem escolher seguir uma carreira de designer de joias estará em uma posição entre o artista e o estilista.

As joias são uma das formas mais antigas de adorno e decoração. Mas, atualmente, ganham ares de requinte, com peças e coleções assinadas e desejadas.

O Design de Joias ainda é uma área em expansão no mercado nacional. Até pouco tempo, não era raro as empresas nacionais buscarem designers europeus para atenderem às suas demandas.

Entretanto, recentemente, vários profissionais brasileiros conquistaram destaque e premiações internacionais, aquecendo o mercado desse segmento.

Hoje, os designers de joias têm a possibilidade de atuar em um mercado em franca expansão, em várias partes do mundo e com alta valorização.

4. Designer com foco na experiência do usuário (UX)

Esta é mais uma vertente tecnológica da atuação do Design. O chamado UX Design é o caso de uma atividade que deixou de ser um diferencial e se tornou essencial. Atualmente, o trabalho de um UX designer é essencial para o bom funcionamento da sociedade.

Esse profissional tem como foco estudar e compreender o comportamento humano para projetar as mais atrativas experiências de serviços em busca da satisfação de clientes.

Geralmente, todo esse processo é baseado em três pilares:

  • a utilidade de um produto ou serviço: o quão útil é a proposta e o quanto ela vale mais a pena que um similar ou concorrente;
  • a facilidade de uso: propor uma solução intuitiva, que seja aprendida e utilizada quase que instantaneamente;
  • a satisfação em usar: elaborar formas interessantes, divertidas e prazerosas de promover o uso de serviço, produto ou dispositivo.

Pode parecer exagero, mas repare que vivemos conectados. Acessamos serviços digitais constantemente, e todo o funcionamento do governo, de escolas, hospitais e empresas está baseado no bom funcionamento de uma plataforma digital.

5. Design de mobiliário

Ergonomia, usabilidade, conforto e estilo são temas que farão parte do dia a dia de um designer de mobiliário. Este curso é uma ótima alternativa para quem busca encontrar desafios que fiquem entre aspectos estéticos e funcionais.

A carreira de designer de mobiliário é para quem não se contenta apenas em ver o simples e funcional. É para quem quer usar a criatividade e inventar novas formas de interagir com as estruturas que nos cercam.

Além de um bom conhecimento de Design de Produto, o designer de mobiliário também precisa de uma noção aguçada de anatomia humana.

A união desses conhecimentos será a base para o desenvolvimento de mobílias e equipamentos capazes de melhorar nossas experiências em diversos aspectos.

6. Design de calçados e bolsas

A área de Design de calçados e bolsas está ligada a esses dois dos elementos mais populares, desejados e lucrativos do universo da moda. 

O profissional desenvolverá conhecimentos sobre materiais, cadeias de produção em escala artesanal e industrial e visão estratégica de mercado.

O mercado da moda se mostra muito atrativo por apresentar um crescimento sólido e estar baseado em renovações constantes. Isso possibilita um grande fluxo de oportunidades que podem se tornar mais rentáveis com uma especialização.

Além de poderem atuar em um grande mercado interno, existem grandes possibilidades de trilhar a carreira de designer de bolsas e sapatos em grifes europeias e norte-americanas.

7. Design de jogos

Já há alguns anos, o segmento de jogos eletrônicos se tornou a principal indústria do entretenimento, faturando mais que o cinema e a música somados.

Apenas esse fato já seria suficiente para mostrar o quão promissor é esse caminho. Mas a carreira de designer de games também oferece outras possibilidades, como:

  • simulação de investimentos e negócios para treinamentos empresariais;
  • jogos voltados para biofeedback e simulação médica para as áreas da saúde;
  • aplicativos e projetos de ações gamificadas para a área de marketing;
  • jogos educacionais para suporte ao ensino, no segmento de educação.

O Brasil é o quarto maior consumidor de videogames do mundo e começa a se destacar no mercado internacional com produções nacionais.

Além disso, existe uma forte demanda internacional que costuma absorver a mão-de-obra brasileira, abrindo grandes oportunidades de atuação no exterior.

8. Desenho industrial

Mais uma grande possibilidade de desenvolvimento de carreira na área do Design é o desenho industrial.

O profissional que atua nessa área desenvolve objetos, peças e diversos outros elementos que proporcionarão a criação de produtos para o uso das pessoas.

Dentre as áreas em que o designer pode atuar, podemos destacar:

  • maquinário industrial: projetando máquinas, peças e processos que otimizam a indústria em questão;
  • saúde: desenvolvendo desde pequenos instrumentos médicos e odontológicos até equipamentos maiores, como macas e órteses;
  • construção civil: desde pregos e parafusos, passando por ferramentas como furadeiras e esmerilhadeiras, até o Design de torneiras e azulejos. Tudo envolve o desenho industrial;
  • segurança do trabalho: atua no desenvolvimento de itens de segurança como EPIs, prevendo possibilidades de acidentes e projetando equipamentos como airbags de carros.

A carreira de designer industrial é perfeita para quem deseja reinventar todas as pequenas funcionalidades do dia a dia.

9. Design de embalagens

Há muito tempo as embalagens deixaram de ser apenas um invólucro que protege o produto até o momento da compra.

Hoje, embalagens comunicam, cativam e criam laços com o consumidor. Elas têm grande responsabilidade no processo de vendas.

O designer de embalagens tem o papel de estudar a fundo três elementos:

  • o produto: conhecer sua origem e sua destinação, saber se é saudável ou sustentável, se é requintado ou simples e popular;
  • o público: entender as tendências de consumo e comportamento gerais e específicas de um mercado consumidor;
  • a empresa: compreender quais as características da organização, seus valores e seus objetivos.

Feito isso, criará embalagens que estabeleçam diálogos entre todos esses fatores para ocupar um lugar de destaque no mercado.

Embalagens famosas, como a garrafa sinuosa da Coca-Cola e a latinha de pastilhas da Valda, foram criadas por um designer de embalagens.

10. Design de programação visual

Boa parte da comunicação que nos impacta diariamente é baseada em estímulos visuais. Por isso, a atuação do designer de programação visual é determinante no mercado.

Este profissional precisa estar atento a mudanças tecnológicas, hábitos de comportamento e consumo de conteúdo.

Ao criar vinhetas visuais e logotipos, o designer deve prever que esses elementos precisam se destacar em situações completamente diferentes e adversas, como:

  • destacar-se tanto em um painel digital quanto em pequenos espaços em uma tela de smartphone;
  • funcionar tanto em telas horizontais quanto verticais, já que existe uma tendência referente a isso;
  • considerar que um conceito criado precisa ser possível de ser reconhecido tanto em plataformas digitais quanto impressas, e levar isso em consideração na concepção;
  • desenvolver comunicações que consigam transitar bem entre universos 2D e 3D.

Para seguir uma carreira de designer é preciso começar do zero?

Não! A verdade é que o Design é uma disciplina que pode ser aplicada a diversas áreas do conhecimento e está inserida em muitas carreiras.

Existem pós-graduações de Design associadas a diversas carreiras. E uma forma de você se destacar no mercado é escolher uma delas.

Artes, arquitetura, negócios, marketing, comunicação e até ciências ligadas à saúde oferecem ótimas oportunidades de aplicação do conhecimento em Design. Estude as possibilidades de trabalhar com Design na sua área e aposte em uma pós-graduação.

O que esperar das remunerações para profissionais de Design?

Uma pesquisa realizada pela Catho, em 2019, apontou uma forte tendência de valorização de profissionais bem qualificados.

Até mesmo profissionais ocupando o mesmo cargo são recompensados com uma grande diferença financeira, quando os profissionais têm pós-graduação.

A pesquisa apontou que profissionais com cargos de coordenação com pós-graduação recebem até 53,7% a mais do que quem ocupa a mesma posição sem ter qualificação.

Isso indica uma interessante possibilidade para você cursar uma pós-graduação em Design associada à sua área de atuação. Ou não, caso queira migrar para outro segmento de mercado. 

Pronto para dar esse salto na carreira?

Se tem interesse em se qualificar e seguir uma carreira de designer dentro da sua área de atuação, você precisa conhecer os cursos de pós-graduação, especialização e One Year do IED. Veja qual deles deseja e comece já a mudar de vida!