Muita criatividade, talento e conhecimento fazem do profissional da área de graphic design um dos mais requisitados atualmente. Apesar de hoje diversos ofícios terem menor demanda por conta da tecnologia, isso não ocorre com os designers.

Nesse texto, você vai saber tudo que diz respeito sobre o graphic design. Para saber mais sobre o profissional, o mercado de trabalho atual e as áreas de atuação, siga conosco. Boa leitura!

O que é graphic design?

Antes de mais nada, é necessário definir o que significa esse nome. O graphic design é um ramo da comunicação visual no qual os profissionais da área trabalham com criação de conteúdo visual.

Para isso, devem ser utilizadas estratégias específicas. Como uso de imagens, tipografias, edição de imagens, entre outras. Além, é claro, de uma boa dose de criatividade.

A origem do termo graphic design

Você sabe de onde vem o termo graphic design e o que ele significa? A origem da palavra “Design” vem do latim “desenhar, projetar e representar”.

O graphic design, expressão do inglês, também é chamada de Design Gráfico no Brasil. A parte do “gráfico” diz respeito a tudo que é visual.

A junção das palavras graphic e design significa que um profissional do ramo pode fazer isso tudo. O graphic design pode resolver problemas, encontrar soluções e criar produtos que antes não existiam. Tudo isso com técnicas próprias.

Qual é o perfil do profissional de graphic design?

Agora que você já sabe o que é o graphic design, vamos falar um pouco sobre o profissional da área. Ele pode ser chamado de designer, graphic designer ou de designer gráfico.

Mas, afinal de contas, o que pode fazer a pessoa que atua na área de design gráfico? Abaixo, confira o perfil do graphic designer.

Gosta de criar

Você se considera uma pessoa criativa? Gosta de imaginar novas soluções, caminhos e formas de realizar projetos do dia a dia? Então a área de graphic design pode ser para você.

Um bom profissional de graphic design deve sempre criar novas soluções. Essa é a premissa básica da profissão. Seja para um logotipo de loja, um desenho novo ou até mesmo para um projeto visual de uma empresa. A vontade de criar não pode faltar!

É uma pessoa proativa

Uma das qualidades que um graphic designer mais deve ter é a proatividade. É o que vai garantir seu sucesso sem depender de alguém o estimulando ou cobrando prazos, por exemplo.

Ao longo da atuação na profissão de graphic designer, é essencial que o profissional seja proativo para buscar novas habilidades. Assim como ter certa independência na hora de fazer os seus projetos. 

Afinal de contas, grande parte dos profissionais da área trabalha como freelancer. Nesse caso, ter perfil proativo é essencial.

Apresenta bastante resiliência

Um profissional da área deve apresentar resiliência. Para ter sucesso em seus projetos, é essencial ser adaptável ao lidar com os obstáculos.

Por isso, ser resiliente na hora de resolver os problemas é essencial. Como designer, você deve enfrentar várias situações diariamente e apresentar ao seu cliente a melhor solução. Por isso, um graphic designer que desiste depois que algo dá errado está fadado ao fracasso.

Gosta de resolver problemas

Você sabe lidar bem com problemas? Sabe pensar estrategicamente para procurar soluções? O designer, por atuar em um ramo com diversas ramificações, pode enfrentar diversos problemas em seu dia a dia.

Os seus clientes podem chegar até você com as mais diversas demandas todos os dias. Por isso, é essencial ter o perfil de uma pessoa que saiba como proceder frente a desafios e problemas.

Curte reparar no aspecto visual

O profissional da área de graphic design é uma pessoa que sempre se preocupa com o visual. Seja da roupa, da casa, de uma foto… A composição visual importa para um designer.

Ter um bom senso estético é um requisito para se dar bem na profissão. Afinal de contas, você vai se comunicar através de formas, cores e composições estéticas. A parte visual, portanto, é essencial para o profissional da área.

Tem atenção aos detalhes

Você já olhou para algum trabalho de Design e sentiu que algo estava faltando? Bom, provavelmente a questão eram os detalhes: a falta ou a presença deles.

Para que você tenha sucesso na profissão como designer gráfico, é essencial ter um olho afiado e se atentar aos detalhes. No ramo do Design, os detalhes mais triviais contam (e muito!) para transmitir boas mensagens.

Gosta de tecnologia

As ferramentas usadas no trabalho de um designer gráfico são, em sua maioria, ligadas às novas tecnologias. É claro que nada substitui o papel e o lápis. Mas, apesar disso, é preciso conhecer de tudo sobre as tecnologias modernas.

A computação gráfica, por exemplo, é presença certa nos projetos de Design Gráfico que envolvem edição de imagem. Outros ramos do Design também precisam de ferramentas tecnológicas.

Trabalha pela inovação

O Design Gráfico é uma área que lida com as emoções das pessoas. Por isso, o bom profissional inova constantemente, com o objetivo de sempre estar um passo à frente de seus concorrentes e surpreender o público.

Quando você oferece sempre mais do mesmo, o fator surpresa é inexistente. Mas, ao surpreender o público-alvo com ideias, tendências e soluções novas, seu trabalho como designer vai ser mais elevado.

Como está o mercado de trabalho para a área?

Muitas pessoas se preocupam, na hora de escolher uma profissão, com a situação atual do mercado de trabalho. Essa preocupação é extremamente válida. Isso porque, cada vez mais, vemos bons profissionais em busca de recolocação.

Uma boa notícia é que o graphic design se trata de uma área em expansão. Por ser um ramo que precisa de profissionais para execução de tarefas, assim como para a utilização de novas tecnologias, a profissão continua crescendo.

A modernização do graphic design

Com as novas tecnologias, a profissão do graphic designer deu um salto em nível. Cada vez mais, há novos processos e formas de realizar procedimentos. E é função do profissional ficar por dentro de tudo.

O profissional que se recusa a aprender novos meios de trabalhar fica à margem das oportunidades. Não apenas de empresas e recrutadores, mas também de freelas.

Vale lembrar, porém, que os clientes e recrutadores estão mais exigentes. Isso significa que, para ter êxito na profissão, o designer deve estar atento às novas tecnologias e processos.

O salário de um designer gráfico

Ao trabalhar no ramo de graphic design, é possível ter uma ótima remuneração. É claro que isso vai variar de lugar para lugar. Porém, em linhas gerais, um designer gráfico ganha bem em empresas.

O melhor da profissão, entretanto, é a possibilidade de ter clientes no modelo freelancer. Trabalhar para alguns clientes apenas pode ser uma ótima fonte de renda complementar para os jovens que estão começando no ramo.

E, a depender da pessoa, pode até mesmo ser um estilo de trabalho em tempo integral. No qual a pessoa é seu próprio chefe, sem estar ligado a uma empresa. É uma profissão que dá flexibilidade.

Quais as áreas de atuação em graphic design?

Agora, vamos falar sobre as possibilidades de atuação para um profissional formado em graphic design. Infelizmente, existe um estereótipo atrelado a essa profissão.

Muitas pessoas acabam vinculando esse profissional apenas ao ato de desenhar. Apesar de, sim, esse ato ser parte da profissão, não é tudo que um designer faz. Para mostrar isso, vamos listar algumas das possíveis áreas de atuação.

Logotipos e branding

Uma das áreas mais comuns de atuação para um graphic designer é a criação de logotipos. Assim como o trabalho de branding para marcas.

Desse modo, o profissional vai poder participar de todas as etapas. Desde a concepção, criação e projeto até o posicionamento da marca no mercado.

Para que as marcas se beneficiem do trabalho de um designer gráfico, é importante que este tenha a formação correta. Assim, ele vai saber todas as estratégias a serem utilizadas na criação dos logotipos, além de ter um bom gosto na hora da criação.

Propagandas em geral

Da mesma forma que um designer gráfico pode criar logotipos, é possível utilizar os mesmos meios para planejar propagandas. Anúncios, cartazes e quaisquer outros tipos de publicidades podem ser feitas.

O profissional responsável por esse tipo de trabalho deve ser formado na área e ter boas noções de marketing.

A publicidade em vídeo, por sua vez, pode ser feita por um designer gráfico que tenha noções de edição de vídeo ou animações.

Animações

Por falar em edição de vídeo, chegamos em animações. O meio digital é um dos que mais se beneficia da profissão do designer gráfico.

Afinal de contas, o profissional que cria e produz as animações que estão na internet, na televisão ou em qualquer outro meio digital é o graphic designer.

Essa área de atuação é especialmente interessante para quem sempre gostou de edição de vídeo, desenhos animados e outros tipos de animação.

Visual de sites

Um site ou um blog deve ser convidativo para o internauta que está acessando. Por isso, o trabalho de um designer gráfico é essencial na hora de dispor os elementos na página.

A aparência e a responsividade do site são elementos essenciais. A comunicação visual dos sites pessoais ou corporativos é um assunto importante e deve ser levado a sério.

Fatores como a paleta de cores, a disposição dos elementos na página e até mesmo a fonte fazem a diferença. Um site bonito deve ser chamativo.

Diagramação

Assim como sites, mídias impressas também necessitam de um bom visual. Nesse caso, o nome é diagramação. Essa é uma das áreas de atuação mais comuns em redações de jornais e revistas.

Fatores como o tamanho de fotos, letras, qual fonte utilizar e até mesmo as margens são escolhas a serem feitas pelo designer gráfico. Toda aparência geral de um jornal e revista pode ser feita por um designer, para que dê uma boa experiência de leitura aos usuários.

Como seguir na área de graphic design?

Agora que você já sabe de tudo sobre a profissão, temos certeza de que ficou com vontade de seguir na área, não é mesmo? Mas, afinal de contas, como fazer para atuar com graphic design?

Para quem deseja seguir profissionalmente nessa área, o ideal é fazer um curso superior de Design Gráfico e Digital

Sabemos que as empresas estão cada vez mais exigentes. Por isso, ter um curso superior na área é a melhor forma de assegurar um bom conhecimento das técnicas relativas à profissão. Assim como se colocar bem entre os recrutadores.

Para que você decida a sua profissão futura, saber tudo sobre as áreas é essencial. E o graphic design é incrível para quem gosta de criar e pretende exercer essa criatividade. Por isso, não deixe de procurar um bom curso superior na área.

O graphic design é uma das áreas mais apaixonantes da comunicação visual. Para você que tem vontade de seguir na profissão, é essencial saber o que o futuro reserva. Por isso, baixe gratuitamente este infográfico para descobrir as tendências do Design Gráfico.