O designer de produto é o craque do mercado quando se trata de inovação e de atender às necessidades dos consumidores.

Por isso, o que não falta para esse profissional são possibilidades!

Se você pensa em seguir carreira na área, vale a pena entender mais sobre as atividades da profissão, a importância dela e os diferentes campos de atuação.

Bora lá?

O que faz o designer de produto?

Basicamente, todos os produtos que a gente consome passaram pelas mãos do designer de produto.

É ele quem idealiza e desenha embalagens, carros, maquinários, móveis, acessórios, entre tantas outras coisas.

Mas não pense que se trata só da estética, viu?

O trabalho desse profissional vai muito além. Isso porque o papel dele é desenvolver produtos que, além de visualmente agradáveis, sejam funcionais, eficientes, ergonômicos e úteis.

Ao mesmo tempo em que um produto deve atender a uma necessidade, ele também precisa agregar valor às marcas. Por isso, a inovação ocupa um espaço muito importante no Design de Produto.

Sendo assim, o designer de produto pode tanto desenvolver novas ideias quanto repaginar produtos que já existem, mas que ofereçam algo a mais para o consumidor.

Qual o perfil do designer de produto?

Embora certas habilidades e interesses variem conforme a área de atuação escolhida, é possível apontar características comuns entre os profissionais.

Veja quais são elas:

Vontade de entender o mundo

O trabalho do designer começa muito antes da hora de desenhar um novo produto. Afinal, é uma profissão que depende de conhecimento de mundo, entendimento de mercado e bagagem cultural.

Por isso, os profissionais que se destacam são aqueles que estão sempre indo atrás de informação. Que possuem curiosidade em entender o comportamento das pessoas.

Sabe ser multitarefa

Quem trabalha com Design precisa saber tocar vários projetos ao mesmo tempo. Afinal de contas, essa é a realidade da profissão.

Isso também significa ser capaz de trabalhar sob pressão e não ter problemas em lidar com prazos.

Gostar de trabalhar com pessoas

Logo de cara, você vai descobrir que no Design tudo é projeto. E todos os projetos envolvem uma equipe de profissionais com quem você vai ter que trabalhar.

Sendo assim, os designers precisam ter facilidade em lidar com pessoas e trabalhar de forma colaborativa. Mesmo os autônomos precisam com frequência trocar figurinhas com pessoas de outras áreas.

Ser parceiro da tecnologia

A facilidade de lidar com tecnologia costuma fazer parte do perfil profissional do designer.

Isso porque os softwares e programas gráficos estão entre as principais ferramentas de trabalho usadas no dia a dia.

Como esse profissional contribui para as marcas?

Com tantas empresas sendo criadas e a oferta de produtos aumentando de forma tão acelerada, a concorrência tem ficado cada vez mais forte.

Para uma marca se dar bem, oferecer um produto de qualidade não é suficiente. O segredo está em se diferenciar.

É aí que o designer de produto se destaca!

Afinal, esse é o papel dele: criar diferenciais e gerar valor para as marcas. Por meio de formas inovadoras, estilos diferentes e novas funcionalidades, esse profissional faz com que as pessoas desejem seus produtos.

E o produto precisa ter a “cara” da marca, com características únicas, que outras empresas não oferecem.

Isso faz com que os designers de produto sejam cada vez mais requisitados, pois são capazes de trazer diferenciais competitivos tão necessários para o sucesso das marcas.

Design de produto: conheça 7 áreas de atuação profissional

1. Design de Interiores

Já bastante conhecido, o Design de Interiores tem o objetivo de trazer harmonia e funcionalidade para os ambientes de casas e empresas.

Por meio da escolha de cores e composição de móveis e itens decorativos, é possível transmitir sensações dos mais variados tipos.

2. Design Estratégico

O Design Estratégico é uma área relativamente nova e com uma abordagem multidisciplinar. Ou seja, que conta com conhecimentos de outros campos.

A proposta é criar estratégias organizacionais a partir de um olhar do todo. Para isso, leva em conta as demandas sociais, estética, afetos, meio ambiente e relações justas.

3. Design Automotivo

Como o nome diz, o Design Automotivo é voltado para os automóveis. São produtos que, por terem uma identidade própria, tornam-se ícones de época.

A partir do aperfeiçoamento de questões técnicas, o Design aplicado nesta área busca mais segurança, praticidade, conforto e um visual diferenciado.

4. Design de Interação

A interação entre sistemas e usuários é o objeto de trabalho do Design de interação. Por isso, a área se dedica a pensar em como as informações devem ser apresentadas.

Isso se aplica principalmente aos produtos digitais, cujas interfaces precisam ser intuitivas para que o usuário encontre o que procura de forma fácil.

5. Design de Varejo

A distribuição dos espaços comerciais não é nada aleatória. Isso porque os ambientes do varejo são projetados de forma intencional.

Afinal, o espaço também tem o poder de estimular as vendas e, sobretudo, transmitir a essência das marcas, criando uma conexão com os consumidores.

6. Design de Calçados e Bolsas

Outra possibilidade é focar no segmento de calçados e bolsas, que está intimamente conectado com as tendências de consumo, conceito de marca e inovação.

Além de criar produtos, o designer pode agregar valor para marcas artesanais, de luxo e varejistas. Isso porque conhece as especificidades e as oportunidades do setor.

7. Design de Joias e Acessórios

Na área de Design de Joias e Acessórios, o designer de produto une aspectos estéticos, funcionais e ergonômicos para criar suas peças.

Para se dar bem, é preciso ter sensibilidade estética e habilidade de interpretar as sensações do mundo contemporâneo.

E aí, pronto para dar os primeiros passos na carreira?

Conhecer melhor a profissão de designer de produto, o quanto ela é importante nos tempos de hoje e os caminhos possíveis deve ter ajudado a tirar suas dúvidas, não é?

Agora sim você deve estar pronto para começar sua jornada profissional com segurança!

Quer apostar na melhor formação possível? Faça agora a sua inscrição no curso de Design de Produto e Serviço do IED!