Quer ter uma carreira de sucesso no design? Então uma graduação em Design de Produto pode ser uma ótima aposta!

Isso porque essa formação permite aos designers trabalhar nos mais diversos tipos de indústria.

Que tal entender melhor por quê?

A seguir, vamos falar mais sobre a área, como funciona o curso e quais são algumas das principais disciplinas da faculdade!

Tenha uma experiência diferente com os conteúdos do blog 100% Design. Experimente a versão narrada do nosso conteúdo. Basta dar um play abaixo ou fazer o download para ouvir offline!

O que é Design de Produto?

Embora a gente não tenha o costume de pensar nisso, todos os produtos e objetos industriais foram planejados e desenhados por alguém: o profissional de Design de Produto.

O pessoal da área cria desde embalagens até máquinas e carros.

Isso é possível porque os designers manjam tudo sobre unir estética, funcionalidade e ergonomia.

Dessa forma, estão sempre ligados em atender às necessidades das pessoas. E, ao mesmo tempo, acompanham de perto as tendências do design.

Conforme a tecnologia evolui, esses profissionais também se envolvem em novos tipos de projetos. Inclusive, eles já trabalham, por exemplo, com o desenvolvimento de interfaces digitais.

Até porque a inovação faz parte da essência do design. Portanto, a área deve estar pronta para criar soluções, produtos e experiências em parceria com a tecnologia.

Por que os designers ocupam uma posição central no cenário de hoje?

Para entender o papel do Design de Produto, é importante conhecer um pouco o seu modo de pensar o futuro.

Com o objetivo de compreender as questões que vão rodear a sociedade daqui para frente, os designers estudam sobre pessoas, tecnologia e negócios.

Além de, é claro, como esses elementos interagem entre si.

Mas por que isso importa?

O nosso modo de produzir, viver e consumir está passando por uma grande revolução. Dentro deste cenário, os profissionais da área têm a função de criar novos caminhos.

Isso faz com que o Design de Produto tenha uma relação próxima com a economia criativa e as demandas mais urgentes do século XXI.

Como é a graduação em Design de Produto?

O curso de Design de Produto costuma ser oferecido na modalidade bacharelado, com duração média de 4 anos.

Além de ter contato com os conceitos e teorias mais importantes, os estudantes colocam a mão na massa.

Afinal de contas, para desenvolver produtos, serviços e soluções é preciso saber aplicar o conhecimento em projetos reais.

Preocupadas em formar profissionais altamente qualificados, as melhores faculdades trabalham ao longo de todo o curso a cultura do projeto.

Já nos primeiros semestres, os alunos desenvolvem projetos experimentais e integrados. Ainda, no início é quando eles têm contato com as disciplinas mais conceituais.

Conforme o curso avança, começam a ter aulas mais práticas, em laboratório e com o uso mais intenso de tecnologias.

Para se formarem, precisam fazer um projeto de conclusão e cumprir uma carga horária de estágio supervisionado.

Por que apostar nessa formação?

O mercado de trabalho espera que os designers sejam capazes de criar soluções para os problemas contemporâneos.

Portanto, as habilidades técnicas não são as únicas exigências.

É a partir da formação em Design de Produto que você vai aprender a encarar o design como uma resposta conceitual e prática para os desafios dos nossos tempos.

Se o futuro está em constante mudança, os profissionais precisam ter um pensamento transdisciplinar.

Isso tudo você aprende no curso, com professores que dominam o assunto e são referências no mundo do design.

Sendo assim, você vai estar preparado para atuar em diferentes áreas, prestando serviço para empresas ou empreendendo.

Design de Produto Empresa

Conheça 5 disciplinas do curso de Design de Produto

1. História do design

Todo designer precisa conhecer a História do Design. Por isso, esta é uma das disciplinas fundamentais da graduação.

As aulas fazem um resgate histórico das principais influências, manifestações estéticas e acontecimentos que contribuíram para o surgimento da área.

Os estudantes também estudam os impactos da Revolução Industrial na mecanização e produção de objetos.

Com essa bagagem de conhecimento, os futuros profissionais conseguem fazer uma análise crítica do Design, das principais teorias e dos movimentos mais relevantes.

2. Desenho técnico

Além de ter aulas de desenho livre, os estudantes estudam a fundo o desenho técnico. Tanto é que a disciplina costuma ser dividida em dois semestres.

O objetivo é ensinar os alunos a manusear o lápis, instrumentos de desenho e programas de computador usados na elaboração de projetos.

Explora noções de desenho, perspectiva, conhecimentos de projeções ortogonais, visualização espacial, entre outros aspectos do desenho técnico.

A disciplina também aborda as normas técnicas, representação gráfica de projetos, escalas, noções de ergonomia, cortes, etc.

3. Sistemas sustentáveis

Estudar sistemas sustentáveis é muito importante para a formação dos designers. Afinal, a questão ambiental é crítica para o futuro das sociedades.

Por isso, esta disciplina busca capacitar os estudantes a entender as relações do design com o meio ambiente.

A partir desse entendimento, é possível elaborar projetos que usem recursos de forma consciente, reduzindo os impactos sobre a natureza.

Ainda, os alunos também discutem a relação do design com a inovação, cultura e estilos de vida que valorizem a sustentabilidade.

4. Experiência do usuário e interface

A experiência do usuário se tornou algo central para os designers que trabalham com produtos digitais.

Por conta disso, os alunos estudam o comportamento dos usuários e como o design pode ajudar a oferecer uma experiência agradável para as pessoas.

Fazem parte do conteúdo das aulas, por exemplo, assuntos ligados à comunicação no ambiente digital, planejamento do design com foco em objetivos, padrões de interfaces, plataformas, entre outros.

5. Empreendedorismo

O curso também prepara os estudantes para serem gestores ou donos do próprio negócio.

Isso exige certos conhecimentos, como o entendimento das tendências e dinâmicas de mercado. É assim que os profissionais encontram oportunidades de empreender.

Se o design está intimamente ligado à inovação, o potencial dos designers para abrir um novo negócio é grande.

Entretanto, é preciso saber aproveitar as oportunidades certas. Nesta disciplina, os alunos aprendem a usar as ferramentas para chegar cada vez mais longe.

Ficou com vontade de seguir carreira na área?

Ao conhecer melhor o curso de Design de Produto, fica mais fácil saber se a área tem realmente a ver com você, não é?

Mas, como a escolha da profissão é uma decisão complicada, pense com calma no assunto e leia bastante sobre as diferentes carreiras.

Quer saber como ficar por dentro das novidades da vida de estudante e do mercado de trabalho? 

É só assinar a newsletter do IED para receber os melhores conteúdos por e-mail!