IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:

Edifício do Cassino da Urca reabre com peça de Samuel Beckett

29/08/2016 | 18h30

Após 26 anos de inatividade, Cassino da Urca recebe peça de Samuel Beckett

Estrelada por Renato Borghi, “Fim de jogo” terá sessões em LIBRAS e com audiodescrição

 

Renato Borghi, uma das principais figuras do teatro brasileiro, se considera “um ator paralímpico”. Aos 79 anos, Borghi tem a coluna sustentada por pinos e uma placa de titânio, após passar por quatro cirurgias e correr o risco de perder completamente a mobilidade do corpo. Dessa experiência nasceram duas ideias: encenar a peça “Fim de jogo”, de Samuel Beckett; e apresentá-la no Cassino da Urca durante a Paralimpíada. “Este lugar habita o meu inconsciente há muito tempo. Meu pai me trazia a esta praia quando eu era pequeno. Estou muito feliz de ter tido esta ideia”, diz o ator.

O antigo prédio do Cassino da Urca – que posteriormente foi ocupado pela TV Tupi – estava abandonado desde 1980 e foi usado pela última vez em 1990, para a gravação da novela “AEIOUrca”, da TV Globo. Recentemente, o edifício passou por um árduo processo de limpeza – foram  retirados quatro caminhões de entulho do local – realizado pelo IED, que também realizará uma reforma para modernizar o prédio e transformá-lo no Centro Latino-Americano de Inovação em Design e Economia Criativa, uma evolução da escola com foco em sustentabilidade social e ambiental.

A peça estreia no dia 31 de agosto, quarta-feira, e será encenada no foyer do Cassino em 12 sessões que finalizam no dia 17 de setembro. As ruínas potencializam o cenário pós-apocalíptico da obra de Beckett, e a iluminação da peça fica por conta de painéis realizados a partir de radiografias de Borghi. A história gira em torno de Hamm (Renato Borghi) e seu parceiro, Clov (Elcio Nogueira Seixas), que vivem com o Nagg (Adriano Borghi, “in memoriam”) e Nell (Maria de Castro Borghi, “in memoriam”), pais de Hamm, representados por fotografias dos pais de Borghi. Tanto Hamm quanto Clov têm deficiências físicas. No dia 7 de setembro haverá uma sessão com tradução em LIBRAS e, no dia 14, uma com audiodescrição.


comunicacaorj

IED SÃO PAULO
Rua Maranhão, 617
Higienópolis
01240-001
+55 11 3660 8000

IED RIO
Av. João Luis Alves, 13
Urca
22291-090
+55 21 3683 3786

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID.