IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:
ALUNOS DA GRADUAçãO EM DESIGN DE MODA EXPõEM TRABALHOS NO ESPAçO CAIXA BRANCA

Alunos da graduação em Design de Moda expõem trabalhos no Espaço Caixa Branca


Em junho, alunos do 4º semestre da graduação em Design de Moda do IED São Paulo apresentaram seus trabalhos finais de semestre no Espaço Caixa Branca, no Bom Retiro, onde, além de exporem suas criações, viveram na pele a experiência do futuro profissional que os aguardam.


Como parte do projeto interdisciplinar do semestre, orientado pela professora Mariana Gouveia, Bianca Zagolin, Camila Romiti, Clara Whitaker, Leo Borges, Priscilla Moura e Stella Salatine, da graduação em Design de Moda, produziram coleções sobre o tema “Moda e Cidade” para o público infantil ou com mais de 60 anos, considerando as particularidades desses dois alvos e desenvolvendo, a partir do macro, as peculiaridades de cada coleção.

O projeto tem como iniciativa integrar as cadeias da moda e melhorar o processo de aprendizagem do aluno com um entendimento amplo e sistêmico do mercado, conectando conhecimentos, disciplinas e práticas, desde o pensamento da coleção até sua inserção no espaço e na composição da loja, da ilustração à escolha de tecido e aviamentos, e, dessa vez, com o bônus de levar os trabalhos para além das portas do IED.

O Espaço Caixa Branca

Idealizado pela Kite Tecidos e Tendências, “a Caixa Branca é um espaço voltado à inovação, à criatividade e à modernidade, acolhendo variados perfis de eventos relacionados à moda, arte, comunicação e derivados a fim de possibilitar novas experiências inspiradoras e de aperfeiçoamento”, conta o coordenador de marketing da Kite Gabriel Sanchez, que se diz orgulhoso e inspirado pelos alunos do IED. “Termos jovens designers em nosso espaço simboliza a efervescência de novas iniciativas criativas, tão necessárias para a renovação do mercado”.

Com a apresentação dos projetos fora de casa, os alunos também tiveram contato com o processo de negociação do ambiente, gerenciando espaço, regras, evento, horário, logística e convidados em uma abordagem “além da sala de aula, que promove autonomia e um aprendizado para a vida”, ressalta a coordenadora acadêmica da graduação Kátia Lamarca.

A entrega final do trabalho contou com a confecção de quatro looks completos e montagem do showroom, resultados do desenvolvimento individual de cada criação, com “pesquisa imagética, painel semântico, cartela de cores e de tecidos, maquetes têxteis, croquis etc.”, conta a orientadora do projeto. “Estar em um ambiente como o Espaço Caixa Branca foi de extrema importância para o resultado final. Sem dúvida, é muito importante na formação a experiência de criar um ambiente de showroom para apresentar seu produto, como fazemos no mercado”, completa.

Para fechar a experiência, profissionais internos e externos avaliaram as criações segundo critérios de maturidade de aprendizado e qualidade, chamando a atenção para as pesquisas e o aprofundamento dos temas escolhidos, “identificados nos looks – dos croquis aos textos –, na coerência e no alinhamento não apenas das questões técnicas apreendidas na disciplina de Projeto de Coleção, mas dos conteúdos trazidos pelas disciplinas de Marketing, Moda Contemporânea, Visual Merchandising e Design Universal”, comenta Maya Guizzo, avaliadora ao lado de Alexandre Salles e Carolina Glidden Gannon.

Parafraseando a pesquisadora Olga Pombo, para a professora de Moda Contemporânea no IED e integrante do projeto Débora Carammaschi, a interdisciplinaridade volta “como necessidade de uma reconciliação epistemológica do processo de fragmentação dos conhecimentos ocorrido com a revolução industrial” e, além de ter sido fundamental no processo de criação, “gerou trabalhos relevantes que refletiram de maneira criativa sobre nossa cidade e sociedade”, conclui Maya.

Para o coordenador de marketing da Kite, que tem a inovação como um dos pilares principais da empresa, estar atento às dinâmicas de transformações socioculturais e de comportamento do mercado é essencial, e ter uma relação próxima e integrada com instituições de ensino e com o frescor e a energia dos alunos torna essa simbiose perfeita.

(Fotos: Gil Tokio. Clique aqui para ver o álbum completo)


Espaço Caixa Branca
Rua Silva Pinto, 254, 6º andar, Bom Retiro, São Paulo

Professores
Cintia Lie | Débora Carammaschi | Gil Tokio | Gustavo Cavalheiro | Ivani Rozante | Mariana Gouveia | Rodrigo Vilalba

Coordenadores – Graduação em Design de Moda
Kátia Lamarca | Dudu Bertholini

Professores/avaliadores convidados
Alexandre Salles | Maya Guizzo | Carolina Glidden Gannon

LAURA DIAS é UMA DAS PRé-SELECIONADAS A REPRESENTAR O BRASIL NO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CRIATIVIDADE CANNES LIONS

Laura Dias é uma das pré-selecionadas a representar o Brasil no Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions


Aluna de Design de Moda do IED São Paulo, Laura Dias foi a autora de um dos três projetos brasileiros pré-selecionados para o Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions.


Por meio do programa Roger Hatchuel Academy, do The Young Lions School, estudantes de mais de trinta países serão selecionados para participar de cinco dias de atividades do festival, com palestras, entretenimento e networking, onde serão estimulados a novas reflexões, autoconfiança, e desenvolvimento criativo a fim de encontrar e fortalecer sua própria voz.

No Brasil representado pelo jornal O Estado de São Paulo, o programa contou com a avaliação de um seleto júri composto por Carolina Markowicz, da YourMama Films, Clélia Salgado, do Estadão, Laura Esteves, da Young & Rubicam, Laura Florence, da Havas, e Rafaela Mascaro, da Adyen, que elegeu três estudantes para a final brasileira, dentre os quais, Laura Dias.

Passando por algumas faculdades e cursos que, para ela, “pareciam fábricas de profissionais”, Laura encantou-se quando chegou à graduação em Design de Moda do IED São Paulo, onde percebeu que podia transformar em algo novo tudo o que aprendia, encorajada a pensar diferente, seja em gráfico, moda, ou produto, e a transitar entre as áreas: “moda é algo muito abrangente, e o que mais me inspira e motiva é não saber todas as possibilidades que existem dentro dela. Me apaixona ver algo que pode se desdobrar de milhões de maneiras deixando de ser algo que exclui e se tornando algo que abraça”.

“Percebo que ela não tem aderência com o estereótipo do estilista. Ela enxerga a moda como forma de expressar sua criatividade e, em projetos interdisciplinares, (…) já apresentou a roupa envolvendo objetos, criou manifestos em vez de books, e propôs galeria de arte como negócio em vez de uma confecção”, afirma a coordenadora Kátia Lamarca, “vejo que ela, de fato, tem a inter- e transdisciplinaridade dentro dela”.

Até o dia 15 de março, um júri local da sede do Cannes Lions em Londres definirá o representante brasileiro para o concurso, que reuniu estudantes criativos, curiosos, empreendedores, storytellers e culturalmente engajados das áreas de publicidade e propaganda, comunicação, design, tecnologia, inovação, administração e negócios nessa iniciativa do RHA com mais de trinta anos de história.

“O empreendedorismo na criatividade é algo muito importante para mim e eu sei que é o combustível que me falta para realizar meus sonhos”, afirma Laura, que usou de projetos fotográficos autorais dos últimos anos para criar a vídeo-narrativa que conta sua história e a de sua criatividade. “Eu queria trazer algo a mais do que meu rosto contando minha história. Senti que minhas produções falavam mais alto por si só, elas são pedacinhos de mim dos quais tenho muito orgulho”.

Agora no sexto semestre, Laura enxerga a evolução de seu trabalho e a transformação de si mesma em uma pessoa mais precisa em suas decisões, organizando seus sonhos de maneira harmônica a fim de poder concretizá-los.

Assista abaixo à vídeo-narrativa de Laura e veja outros trabalhos aqui!

O JARDIM DAS DELíCIAS TERRENAS DE BOSCH SEGUNDO A MODA DE KAIO

O jardim das delícias terrenas de Bosch segundo a moda de Kaio

 

Devoção é o ponto de partida do trabalho de Kaio Martins, ex-aluno da graduação em
Design de Moda
do IED São Paulo que desfilará sua coleção na Casa de Criadores 2019.

 

Em dezembro passado, aconteceu no IED a 14ª edição do APRITI, evento que não só reuniu os melhores trabalhos finais dos cursos de graduação dos formandos 2018 como ofereceu aos alunos de Design de Moda um motivo extra para tornar esse dia ainda mais especial.

Das dez coleções apresentadas, a melhor seria escolhida para desfilar na Casa de Criadores 2019, passando pela avaliação de uma seleta comissão julgadora presidida por André Hidalgo e composta pelos estilistas Isaac Silva, Antônio Gomes e Helena Pimenta, os jornalistas Erika Palomino, Eduardo Viveiros e Suzana Barbosa, Liliana Gomes, diretora da Joy Model, e a designer de acessórios Dani Cury, além de ser prestigiada também pela top model Daiane Conterato, modelo Marina Dias, produtor de eventos Cacá Ribeiro, designers Victoria Carolina e Ikaro Kavalcante do Brechó Replay, e Ivana Wonder.

Rumo à 45ª edição, a Casa já revelou grandes nomes da moda nacional e, esse ano, Kaio Martins e sua marca KOIA integrarão a lista.

Kaio, KOIA

“Desde muito novo, lembro de meus pais me incentivarem a me profissionalizar, pois, segundo a educação que eles tiveram, o ofício é o que rege a vida”, Kaio nos conta, e, a partir dessa proposição, desenvolveu sua coleção final para mostrar a devoção ao trabalho como fonte de prazer antes de qualquer outra coisa, denominando-a DEVOTA.

Em contato com práticas de modelagem e costura desde os 15 anos, com esse trabalho, ele desejava extrapolar a costura convencional, investigando novas matérias, acabamentos, beneficiamentos, tingimentos e aplicações para traduzir em peças a essência da KOIA, descrita como “uma marca pautada no design de impacto, na criação de imagens e (…) apaixonada por fazer, pela ornamentação, forma, estruturação e texturização”.

A referência criativa da coleção imerge nos quadros e mistérios do pintor holandês Hieronymus Bosch, cujo fantasticismo permeia os pecados e as tentações repudiadas pela religião – a qual não se sabe se Bosch seguia ou satirizava ludicamente na representação das próprias práticas hereges –, e emerge em looks exóticos complementados por sapatos, luvas, cintos e aplicações de resina, todos criados por Kaio com o objetivo de manter o máximo do processo sob seu desenvolvimento.

“Ele é um profissional muito completo. Apesar da pouca idade, já revela muita maturidade no jeito de fazer moda. Ele mesmo costurou, modelou e fez todos os acabamentos das peças. Tem uma linguagem muito consistente e muita segurança naquilo que compõe seu universo criativo. Vai ser uma grande alegria ver o Kaio na Casa de Criadores”, afirma Dudu Bertholini, coordenador criativo da graduação em Design de Moda.

Apaixonado pelo IED desde que o visitou pela primeira vez quando ainda escolhia sua faculdade, Kaio o teve como uma segunda casa: “A proposta de manter a orientação direcionada e de forma individual pela pouca quantidade de alunos por turma é maravilhoso”, afirma, e, quando soube da possibilidade de desfilar no evento, ficou ainda mais motivado.

“A Casa como espaço criativo é muito importante para a moda por falar mais do que só roupa e, como vitrine, pode levar meu trabalho a lugares que eu nunca imaginei”.

Confira as fotos do APRITI 2018!

IED SP HOMENAGEIA O DESIGN NA SéTIMA ARTE

IED SP homenageia o design na sétima arte

De 20 de outubro a 11 de novembro, a galeria de entrada do IED SP celebra as mulheres do cinema clássico em duas exposições inéditas!

A programação conta com série fotográfica organizada pela Italian Film Fest e realizada pela Prisma em homenagem à diva do cinema italiano Monica Vitti, atriz em filmes de Michelangelo Antonioni, Buñuel, Mario Monicelli, Alberto Sordi, Steno, entre outros.

 

E em parceria com a Fedrigoni, marca de papeis especiais, o Ateliê Luiz Masse apresenta a artista Helena Kavano em Figurinos de Papel, com suas miniaturas que traduzem em papel detalhes de figurinos icônicos vestidos por grandes atrizes dos clássicos internacionais, como Monica Vitti em “A noite”, de Antonioni, “Cinderela”, “Titanic”, “Uma linda mulher”, “Bonequinha de luxo” e “…E o vento levou”.

 

A entrada é gratuita e a visitação é de segunda à sexta, das 7h às 22h, e sábados, das 9h às 17h.

PROJETE-SE!

Projete-se!

Chegou o Projete-se, um encontro de quatro dias em que a escola abre as portas para que o público conheça o que nossos alunos estão pensando e produzindo.

Com uma programação de palestras, desfiles e exposições, o evento quer dar visibilidade e protagonismo ao aluno IED, conectando-o com o mercado.

Seja pensando os desafios da economia criativa, nos IED Parlas, seja participando das ‘Portfolio Nights’ ou expondo seus trabalhos, os alunos participam de todas as atividades do evento.

Além disso, para trazer o mercado para dentro do IED, empresas e designers profissas na área estarão presentes durante todo o evento.

Aproveite essa oportunidade para observar de perto tudo aquilo que acontece no IED, e conhecer o que a nossa metodologia de ensino pode fazer por você.

Todas as atividades são abertas ao público.

De quebra, você ainda curte o visual da baía de Guanabara, do Cristo e do Pão de Açúcar, na única escola de design à beira mar!

Projete-se!

 

PROGRAMAÇÃO

QUARTA-FEIRA | 13/12

19h30 > IED Parla | O Poder das Marcas com o DNA Carioca

O que faz da moda criada no Rio de Janeiro um estilo tão desejado no Brasil e no mundo? A coordenadora do Master Profissional Fashion Marketing, Melina Dalboni, vai conversar com os estilistas Jacqueline de Biase, da Salinas, Priscila Barcelos, da Eva, e Rique Gonçalves, ex-aluno do Fashion Marketing no IED-Rio, fundador da R.Groove e integrante da equipe de estilo da Ahlma, sobre as ferramentas de criação e gestão de marca que consolidaram a identidade das grifes cariocas.
Inscrições aqui.

 

QUINTA-FEIRA | 14/12

Das 09h às 22h > Abertura da Mostra de trabalhos dos alunos dos cursos Design de Espaços, Design de Mobiliário, Design Gráfico, Design de Moda, Pesquisa de Tendências, Cenografia.

Das 19h30 às 21h > IED Parla | Empreendedorismo Criativo
Quais os desafios de empreender na área do design? Em uma mesa redonda com o coordenador de conteúdo do IED Rio Daniel Pan, os designers Bernardo do Amaral, Rodrigo Erthal e os alunos Pedro Galaso e Liandra Vianna dividem seus sonhos, frustrações e aprendizados em diferentes modelos de negócio e áreas do design.
Inscrições aqui.

 

SEXTA-FEIRA 15/12

Das 09h às 22h > Mostra de trabalhos dos alunos dos cursos Design de Espaços, Design de Mobiliário, Design Gráfico, Design de Moda, Pesquisa de Tendências, Cenografia.

Das 18h às 22h > Portfolio Night
Para conectar os nossos alunos com o mercado, chegou o Portfolio Nights, evento de apresentação e construção de portfolios com duas atividades exclusivas e gratuitas para nossos alunos e ex-alunos: Portfolio Idol e Portfolio Review.

O Portfolio Idol é um concurso de portfolios. Os participantes enfrentarão o desafio de apresentar seus portfolios para uma platéia com profissionais da área, além de um experiente banca de designers profissas: Simone Lagares, Victor Lopes, Karen Rochlin, Marina Taddei e Larissa Menocci.

O Portfolio Review é uma sessão de leitura de portfólios, em que os alunos recebem o feedback de profissionais da área sobre os seus trabalhos.

20h > Cerimônia de confraternização dos alunos formandos (exclusivo para alunos)

 

SÁBADO 16/12

Das 09h às 21h > Mostra de trabalhos dos alunos dos cursos Design de Espaços, Design de Mobiliário, Design Gráfico, Design de Moda, Pesquisa de Tendências, Cenografia.

15h > Desfile do curso Design Moda Praia

16h > IED Parla: Moda, Sustentabilidade e Economia Circular
Para discutir a economia circular dentro da moda, a coordenadora do curso Design de Moda Yamê Reis bate um papo com Beatriz Luz, fundadora Exchange4Change, Giovanna Nader, co-criadora do Projeto Gaveta, e as alunas do curso Design de Moda Ariane (Bô.M) e Isadora Rodrigues (MigJeans).
Inscrições aqui.

17h > Desfile Design de Moda

18h > Happy Hour de encerramento do semestre letivo, com show da banda Flor de Sal

WORKSHOPS SOBRE ESTRUTURA DO DENIM E DIRECIONAMENTO DE PESQUISA DE MODA NO IED SÃO PAULO

WORKSHOPS SOBRE ESTRUTURA DO DENIM E DIRECIONAMENTO DE PESQUISA DE MODA NO IED SÃO PAULO

Istituto Europeo di Design – IED São Paulo e o Guia Jeans Wear promovem 2 workshops especiais do mundo do denim, neste mês: “Conhecendo a estrutura do Denim” e “Direcionamento de Pesquisa de Moda”.

 

 

23/08
Conhecendo a estrutura do Denim
à partir das 9h

Essencial para profissionais envolvidos na confecção do jeanswear e que buscam o entendimento da importância da escolha da base certa para o processo de lavanderia a ser desenvolvido e como isso impacta no produto final. Ou seja, estilistas, modelistas, costureiras, equipe de compras, gerentes, equipe de qualidade, entre outros, que tenham a necessidade de analisar a matéria-prima ou o produto final, a fim de fazer as melhores escolhas.

 

24/08
Direcionamento de Pesquisa de Moda
à partir das 9h

Partindo da necessidade do mercado de ter profissionais que liguem a criação com tendências e o consumidor de cada marca, criamos este workshop junto à estilista e coolhunter Juliana Rizzo, que trabalha sua coleção linkada ao comercial da empresa, atingido suas metas no crescimento das vendas. Aqui os profissionais devem identificar as tendências de acordo com a proposta de sua marca, interpretando e transformando a moda conceitual das passarelas em moda comercial e desejável, alinhadas ao seu público-alvo.

 

Mais informações sobre como se inscrever em http://bit.ly/2uFyKyv

CONHEçA O TRABALHO INSPIRADOR DE WALLACE PIRES

Conheça o trabalho inspirador de Wallace Pires

Wallace Oliveira Pires é aluno do 6º semestre da graduação IED São Paulo em Design de Moda e conversou com a Revista IED sobre seu percurso, conquistas e aspirações profissionais. Confira, se inspire e compartilhe! 🙂

 

 

IED – Como foi sua decisão de vir para o mundo do Design?
Wallace – Desde criança eu sempre gostei muito de desenhar e de fazer trabalhos manuais, adorava fazer as coisas até fazer roupinhas para os brinquedos, acho que assim fui desenvolvendo minha paixão pela criação. Sempre gostei muito do universo do design. Um professor me apresentou o IED e eu me apaixonei pela faculdade. Ganhei um concurso da faculdade que premiava com uma bolsa 100%.

IED – Qual o maior desafio logo no início?
Wallace – O maior desafio no inicio foi a parte da confecção, a parte de costurar principalmente, quando entrei para a faculdade não sabia costurar, achava bem dificil no começo, mas depois de praticar muito, ela se tornou mais fácil com o tempo.

IED – Como foi a sensação de ser um dos escolhidos para expositor no SPFW42?
Wallace – Nossa, eu fiquei muito feliz de participar desse projeto. É uma iniciativa maravilhosa da Focus Têxtil, desenvolver uma coleção com resíduos têxteis fornecidos pela Focus e em parceria com a ong ACAIA. A sustentabilidade e o projeto social, me motivaram muito a querer participar, além de conhecer e desenvolver esse projeto com pessoas incríveis. Ter a oportunidade de conhecer e desenvolver o projeto com o curador Walter Rodrigues. Apresentar no SPFW é muito significativo, ser um expositor no maior evento de moda do país foi uma experiência maravilhosa. Tudo isso fez desse projeto muito especial para mim.

IED – Falando em SPFW, as inscrições para expositor na próxima edição estão abrindo agora, o que você diria para os alunos que estão pensando em se inscrever?
Wallace – Eu diria que é uma oportunidade incrível, principalmente para estudantes, é uma oportunidade de apresentar seu trabalho, além da troca de conhecimento que você vai ter com outros estudantes. A forma como lidar com o material também é um aprendizado que vale muito a pena, criando uma relação diferente com o tecido, já que você desenvolve o projeto com retalhos, então, você desenha e redesenha, cria novas formas, elas se adaptam ao material que tem sua limitação e isso é um ótimo exercício criativo.

IED – Como o IED te ajudou a alçar voo na carreira?
Wallace – O IED é uma faculdade que vai muito além da sala de aula, o incentivo que recebemos a participar de projetos fora da faculdade, e o apoio dos professores aos projetos, isso já faz muito a diferença.

IED – Você tinha alguma matéria favorita? Se sim, qual e porque?
Wallace – Eu sempre gostei das aulas de projetos de coleção e as aulas de desenho. Eu gosto mais dessas aulas por serem matérias que exercitam a sua criatividade e os exercícios de criação propostos nas aulas me ajudaram muito.

IED – Está trabalhando em algo especial agora? Pode contar?
Wallace – Estou fazendo o tcc que já está ocupando 100% da minha vida, é um projeto muito especial para mim e estou estagiando agora com fotografia.

IED – Qual a sua maior inspiração de Moda no momento?
Wallace – Uma inspiração para mim hoje é o trabalho do estilista João Pimenta, admiro muito sua estética e o trabalho manual.

IED – Algum nome do mercado em especial que você indicaria para os alunos que estão começando acompanharem de perto?
Wallace – Um nome que eu indicaria para quem se interessa por esse universo e que sempre me inspirou é o Yohji Yamamoto, conhecer sua filosofia de criação é muito inspirador. O filme “Identidade de Nós Mesmos”, me ajudou a refletir e entender o que eu queria transmitir com o design.

IED – Para finalizar, o que te inspira hoje?
Wallace – O que mais me inspira hoje é a poesia. A arte é algo que sempre me inspirou, atualmente para meu projeto final encontrei no artista Leonilson a inspiração do meu estudo.

 

Conheça mais do trabalho do Wallace acessando seu portfolio em: https://www.behance.net/wallaceoli2c8d

 

As inscrições para a 2ª edição da mostra abrem no próximo dia 08/08. Fique de olho no site do Instituto Focus Têxtil – http://www.institutofocustextil.org.br

 

Venha para a família IED São Paulo e mergulhe no universo da moda. Última chamada para iniciar seu curso de Design de Moda ainda em 2017! Confira: http://iedm.io/grad-moda-iedsp

SalvarSalvar

WORKSHOP GUIA JEANSWEAR NO IED SãO PAULO

Workshop Guia JeansWear no IED São Paulo

IED São Paulo recebe workshop voltado ao entendimento da percepção de valor pelo cliente

Com o objetivo de entender melhor o que se passa na cabeça do cliente, o workshop pretende debater uma série de conceitos que, de maneira geral, são usados intuitivamente pelo vendedor – a fim de preparação-lo para uma apresentação mais técnica e psicológica nas vendas com elaboração de perguntas e mapeamento das necessidades – atingindo diretamente nas necessidades do cliente.

Marcelo Coutinho, facilitador desse workshop, cursou engenharia mecânica na E.E. Mauá mas, foi na área comercial que se destacou como profissional. Tem passagens por empresas de pequeno e grande porte como Nortel, Peoplesoft, Hipercom, tanto no Brasil como no exterior. Participou de mais de 80 cursos relacionados com a área de humanas e vem se dedicando ao desenvolvimento e capacitação de profissionais na área comercial desde 2001. Quase 4500 pessoas já passaram pelos seus seminários, palestras e cursos no Brasil inteiro. Autor da metodologia “vendas neurais” baseados nas neurociências. Autor do livro “A venda nossa de cada dia” que contou com patrocínio da Zune Jeans e GB Customização.

O evento tem vagas limitadas. Garanta já a sua em http://iedm.io/guiajeanswear

ISTITUTO EUROPEO DI DESIGN ENTRE AS 50 MELHORES ESCOLAS DE MODA NO MUNDO

Istituto Europeo Di Design entre as 50 melhores escolas de moda no mundo

 

O Business of Fashion – site que se posiciona como plataforma de pesquisa diária essencial para criativos da moda, executivos e empreendedores em todo mundo -, faz anualmente uma lista das 50 melhores instituições de ensino em moda no mundo. E o IED – Istituto Europeo di Design – está entre os selecionados no quesito moda!

 

 

Conheça nossas ofertas no universo da moda:

 

 

Não perca a oportunidade de estudar moda na sede paulista do IED. Inscrições abertas para o vestibular de julho/2017. Inscreva-se! http://iedm.io/vest-28-07

FASHION SUNSETS CELEBRA MODA FEITA à MãO

Fashion Sunsets celebra Moda feita à mão

 

Evento une design, artesanato e arte no IED São Paulo, na tarde do sábado, 1 de julho, com grandes nomes de várias técnicas manuais e feira inédita.

 

 

O Fashion Sunsets celebra a tradição e o futuro das técnicas manuais, a partir do talento de artesãos e designers que fazem a Moda brasileira. O evento promove, no sábado, 1 de julho, das 14h às 19h, experiências, consumo consciente e conteúdo, em formato descontraído, gratuito e aberto ao público.

O “fatto a mano”, ou “feito à mão”, combinado com as tecnologias da indústria têxtil, revelou-se uma tendência duradoura, bebendo diretamente das fontes nas mais requintadas botteghe e ateliers na Europa e nas oficinas e residências dos vários cantos do Brasil, para se destacar nas mais importantes semanas e publicações de moda do mundo.

 

Grandes criadoras

Neste universo, a mulher exerce um protagonismo, com suas habilidades e delicadeza. Grandes criadoras marcam presença na programação do Fashion Sunsets, como a ceramista Kimi Nii, a artista visual Maria Bonomi, a artista têxtil Clarice Borian e Renata Mellão, fundadora do museu A Casa.

Flavia Aranha é a convidada especial desta edição. A designer fala de seus processos, das relações com as comunidades de artesãos e da busca por uma moda mais sustentável. A partir de seu ateliê na Vila Madalena, exporta para a Europa e para a Ásia suas criações confeccionadas com tecidos e pigmentos naturais.

Lili Tedde, do projeto Bloom, coordena mesa sobre tendências, enquanto a especialista em tecnologias vestíveis Alexandra Farah, que inaugura um Lab dedicado aos wearables no IED São Paulo, promove o tema artesanato digital.

 

Feira de designers e artesãos

O Fashion Sunsets contribui para a geração de renda de comunidades e artesãos independentes, que trazem seus trabalhos em uma feira inédita, que reúne criadores de São Paulo e do Rio de Janeiro. Haverá ainda food trucks, food bikes e drinks, durante todo o evento.

Em sua terceira edição, o projeto Sunsets, criado e sediado pelo IED, faculdade internacional de Design, é realizado duas vezes ao ano e dedica-se aos temas relacionados à brasilidade. Trouxe anteriormente as discussões “Made in Brazil” e “Brazil for export”, que homenagearam Ronaldo Fraga e Irmãos Campana, respectivamente.

Serviço:
Fashion Sunsets
feito à mão
Data: 1 de julho, sábado, das 14h às 19h.
Local: IED São Paulo – Rua Maranhão, 617, Higienópolis.
Inscrições: bit.ly/FashionSunsets2017
Entrada gratuita e vagas limitadas.

 

PROGRAMAÇÃO

AUDITÓRIO

Abertura
14h – Bloom: “Raízes e poética de materiais”
Cores, fibras naturais, comunidades – tendências, imagem de moda e coleções.
Mediação:
Lili Tedde, representante de Lidewij Edelkoort, coordenadora e editora do projeto Bloom no Brasil.

Convidados:
Lucius Vilar, fundador do estúdio LUV, stylist de Walter Rodrigues, consultor do Núcleo de Design da Assintecal, coordenador do +Estampa e professor do IED.

15h – “Artesanato digital: wearables e a roupa do futuro”
O feito à mão se reinventa com as tecnologias e traz um novo craft, que começa a ser explorado.
Mediação: Alexandra Farah, especialista em tecnologias vestíveis, e colunista da edição nacional do jornal Metro e da revista Vogue Brasil, onde assina a página Vogue Tech.

16h15 – “A vida pelas mãos”
Uma conversa entre mulheres, notáveis realizadoras, sobre as relações entre existência, criação e os fazeres manuais.
Mediação: Regina Galvão, jornalista especializada em design, arquitetura e arte popular brasileira, diretora da agência de conteúdo Forma Brasil, integra a equipe de curadoria do DW! Design Weekend 2017.

Convidadas:
Clarice Borian, designer e artista têxtil, anteriormente criadora da Brazoo
Kimi Nii, mestre ceramista nipo-brasileira
Maria Bonomi, artista visual ítalo-brasileira
Renata Mellão, criadora de A Casa Museu do Objeto Brasileiro

Convidada especial

17h30 – “Trama de saberes, tradições e improvisos”
Por Flavia Aranha, designer de Moda
Resgate e reinvenção de técnicas manuais, colaboração com comunidades de artesãos, tecidos e pigmentos naturais, uma busca incessante por matérias-primas brasileiras e o desenvolvimento sustentável definem a moda de Flavia Aranha.

Em seu ateliê na Vila Madalena, propõe criações essenciais, em roupas, acessórios e objetos, com texturas, cores e formas que valorizam não apenas o produto final, mas também seus materiais e especialmente quem o produziu, com a intenção de fomentar uma cadeia mais justa e humanizada.

 

PÁTIO

Feira de artesãos e designers
13h às 19h

Com curadoria da designer, consultora e professora Adriana Fernandes, artesãos e designers de São Paulo e do Rio de Janeiro expõem e comercializam seus trabalhos durante o Fashion Sunsets – feito à mão.

Participantes:
Artesãs da Linha Nove – grupo de bordadeiras representam através das linhas um artesanato tipicamente brasileiro
Belô Cami – Bordados manuais e ilustração. (São Paulo – SP)
Capim – Lançamento da marca de Fernanda Doaut Baptista (SP)
Casa de Thereza – Moda em tricô (SP)
Catarina Mina – Marca de bolsas feitas à mão
Christine Góes* – Joalheria sustentável criada a partir da reutilização de materiais variados, buscando valorizar as riquezas naturais do Brasil. (Angra dos Reis – RJ)
Delli Acessórios* – Transforma artefatos de couro em desuso e retalhos descartados pela indústria de bolsas e sapatos do Rio de Janeiro em belíssimos acessórios. (Rio de Janeiro – RJ)
Dulce Marine* – Joalheria contemporânea em alumínio reciclado. (Rio de Janeiro – RJ)
In Vitro* – Acessórios fabricados em Fusing de vidro. (Angra dos Reis – RJ)
Jouer Couture – Marca de Slow Fashion que encara a Moda como plataforma de transformação. Economia solidária, consumo consciente, preços transparentes e honestidade com os fornecedores. (São Paulo – SP)
Kasulo – Calçados sem origem animal fabricados com juta, descartes da indústria têxtil e pneu reciclado. (São Paulo – SP)
Maria das Candongas* – Biojóias onde sementes, madeiras e elementos naturais diversos ganham vida e formas surpreendentes. (Maricá – RJ)
Monica La Atelier* – Ceramista, mosaicista, produz jóias inspiradas pelo movimento modernista como também pela cerâmica, adornos e pinturas tribais. (Rio das Ostras – RJ)
Simone Coimbra – Moda em seda pintada à mão (Craft Design Rio*)
Sophos Rio* – A milenar técnica marchetaria aplicada na produção de biojóias feitas à mão. (Niterói – RJ)
Zana Maria – Alta Costura produzida com fuxicos. (Muzambinho – MG)

*Artesãos do Projeto Craft Design Rio, um programa de desenvolvimento do artesanato do estado do Rio de Janeiro, desenvolvido a partir de uma parceria entre CRIED – Centro Ricerche Istituto Europeo di Design, CRAB – Centro de referência do artesanato Brasileiro e SEBRAE RJ.

 

* Iniciativa CRAB SEBRAE e IED/CRIED.

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID.