IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:
NOOX DESIGN: O TCC QUE VIROU NEGóCIO

Noox Design: o TCC que virou negócio

Por trás de uma prática tradicional do cotidiano brasileiro se escondia a ideia para um bom negócio, e foi sobre essa premissa que o estúdio Noox se desenvolveu.

Em 2015, em seu último ano da graduação em Design de Produtos e Serviços pelo IED em São Paulo, Manuela Meier desenvolvia seu trabalho de conclusão de curso motivada por um presente que seu namorado ganhara de seu pai: uma churrasqueira portátil.

A funcionalidade do produto, isolada, não bastava à designer se não tivesse estética e, como não encontrou nada no mercado que suprisse sua expectativa, a solução foi criar. Após pesquisas, rascunhos, protótipos e testes, Manuela e o arquiteto Eduardo Bueno, seu então namorado e hoje marido e sócio, chegaram ao produto final, a churrasqueira portátil Barbecube.

“O conceito do produto foi trazer o churrasco e a convivência que ele gera de volta à casa das pessoas”, conta a designer, e, para isso, ele devia se adequar às demandas de uma sociedade moderna. Pensada para não causar incômodo espacial ou visual, a churrasqueira garante manuseio e limpeza fáceis e uma estética em sintonia com o ambiente que ocupa, de modo a conversar com os novos modelos de moradia nas grandes cidades, tendo em vista a redução de espaços e as relações do indivíduo com o outro e com o ambiente.

O projeto como TCC foi amplamente aceito e, após um dos professores da época aconselhar Manuela a colocar a ideia em prática, o Barbecube ganhou estúdio e assim surgiu a Noox Design.

No mesmo ano de sua abertura, São Paulo viu o boom das boutiques de carne, motivo que fomentou as atividades do escritório e o ajudou a alavancar as vendas, conquistando a aceitação no mercado nacional e internacional.

O sucesso imediato levou ao desenvolvimento de outros produtos, como a churrasqueira modular Charcoalo com acessórios de chapeira e forno de pizza em diversas opções estéticas e técnicas. Segundo a designer, com essa criação a Noox Design revolucionou a churrasqueira no Brasil.

“Acredito que o IED foi fundamental para a profissão que escolhi. Com certeza devo muito a essa instituição, que me ensinou não só a ser uma designer, mas também uma empreendedora com sucesso”.

Desde os primeiros passos, o estúdio de Manuela e Eduardo tem se mostrado promissor, criativo e inovador. A lista de produtos agora se estende para o mobiliário de áreas internas, incluindo mesas, bancos e mesas de centro na linha Von Uns e, atualmente, estão em desenvolvimento as linhas Noox Furniture Lab, para mobiliário de área externa, e a Noox Snoots, para o setor de animais de estimação. E ainda na contramão da zona de conforto, a marca já possui uma filial nos EUA e a primeira exportação prevista para janeiro de 2019.

LUCIANA DUQUE NO PERFIL IED

Luciana Duque no Perfil IED

O Perfil IED é a nova editoria da Revista IED. Queremos mostrar como estão e por onde andam nossos alunos. O que eles fazem e como desenvolvem a própria carreira no campo do design. Quem é o nosso aluno e qual mundo ele está construindo por aí!

A nossa primeira entrevistada é Luciana Duque, ex-aluna do curso Saperfare em Design de Mobiliário. Luciana criou um trabalho muito interessante reutilizando portas de enrolar de lojas comerciais, e nos contou como surgiu o projeto: “Na verdade, foi uma inversão do processo de criação tradicional, em que primeiro nasce o desenho e depois escolhemos a matéria prima. Busquei essas portas para cobrir uma parede de vidro numa mostra de decoração e depois, para não descartá-las, comecei a fazer móveis. Achei o material fantástico, pois além de ser uma matéria prima extremamente resistente, ainda fazia curva. As réguas se encaixam, são de fácil montagem, leves e customizáveis. Um trabalho de serralheria minucioso, possibilita inúmeras formas e curvas de diferentes raios.” A Linha Urbana conta com cadeira, banco, mesa de centro e lateral, rack e armário.

 

 

Depois de saber sobre o seu trabalho, conheça agora o perfil de Luciana:

IED – Descreva em algumas palavras quem você é e em qual barco você navega.

Luciana: Vou escrever o que está no meu insta… Designer e artista. Nadadora e ciclista. Apaixonada por madeira e metal. O barco que estou navegando ultimamente é a minha empresa, na qual sou sócia e fundadora da OBJ.

Como era sua formação antes de conhecer o IED, como conheceu o curso e porque optou por fazê-lo.

Antes do IED me formei em direito, fiz escola da magistratura. Estudei seis anos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, fiz três cursos de marcenaria em três anos. Paralelamente ao IED, fui diretora de estilo da Velha Bahia por oito anos. Sempre pensei em fazer um curso no IED da Itália mas achei ótimo ter vindo pro Rio assim não precisei fazer esse movimento. Optei por estudar no IED pois queria entender o processo de criação de forma teórica, já que a prática eu tinha.

Qual foi a atividade ou o tópico mais interessante que você aprendeu durante a sua formação.

A vivência dentro de um estúdio de design e o processo criativo foram fundamentais, complementaram a minha formação como designer.

Terminado o curso, você se habilitou em uma nova profissão? Conseguiu uma colocação melhor na sua empresa? Começou um novo negócio?

Sim, me habilitei como designer de mobiliário e criei uma fábrica, fruto de uma parceria que conheci no curso.

Estas últimas perguntas, você precisa responder a primeira coisa que passa pela sua cabeça. Ok? Está pronta? Diga para nós:

um lugar: minha casa

um objeto: cadeira desenrola

um livro: biografia de Leonardo da Vinci

um artista: Marcel Duchamp, o cara que introduziu o Ready Made como objeto de arte, pra mim, onde tudo começou.

 

Quer saber um pouco mais? Veja o vídeo que fizemos com Luciana e o sócio, Maurício Atie, que participaram da IDA, Feira de Design do Rio, que integra a ArtRio.

DESIGN DE MOBILIáRIO GANHA DESTAQUE COM EXPOSIçõES DENTRO DA PROGRAMAçãO #DWNOIED

Design de Mobiliário ganha destaque com exposições dentro da programação #DWnoIED

 

De 8 a 18 de agosto, o pátio do IED São Paulo, recebe três exposições simultâneas de mobiliário, criadas especialmente para o DW! São Paulo Design Weekend“Móvel Brasileiro Contemporâneo”, “Híbridos e Multifuncionais: Hackeando os Mestres” e “Protótipos da Casa”.

O design expositivo leva a assinatura do premiado Ricardo Pessuto, engenheiro agrônomo, paisagista e designer. O profissional foi um dos principais destaques da Casa Cor 2017, onde lançou seu primeiro móvel, o banco Catuaba, desenvolvido como parte de sua pesquisa como aluno do One Year em Design de Mobiliário do IED São Paulo.

“O apresentado pelo IED no DW! 2017 é integrar três exposições em um mesmo espaço, o pátio da faculdade, que está sendo reinaugurado. É uma área generosa, de mais de 500 m2, com pé direito alto. Decidi utilizar a neutralidade do concreto, em blocos de diferentes tamanhos, construindo uma espécie de pirâmide inca. O ferro e o paisagismo irão completar a composição, com uma sinalização que demarcará as propostas junto com a iluminação. Queremos valorizar o design de móveis brasileiro e mostrar suas várias possibilidades”, afirma Pessuto.

Para Victor Falasca Megido, diretor-geral do IED Brasil, nosso país tem uma grande tradição e distinção nos projetos de mobília. “Nossa força está nos materiais e, sobretudo, na criação. A cultura da cópia precisa chegar ao fim. Há enormes talentos entre profissionais consagrados e nomes das novas gerações. Ótimos exemplos dessa combinação podem ser vistos nas exposições e conteúdos apresentados no IED durante o DW!”, completa.

 

Design autoral e indústria

Sob o tema “Design autoral e indústria”, as iniciativas são resultado de uma parceria entre o Instituto Europeu de Design, a Abimóvel – Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário, a Eucatex, o Instituto Leo Madeiras e a ADP – Associação de Designers de Produto, por meio de seu núcleo de mobiliário.

Participam as marcas Artefama, Butzke, Flexform, Lazzari, Ornare e Saccaro, com criações dos designers ngelo Duvoisin, Anna Scotta, Baldanzi & Novelli, Bruno Faucz, Rejane Carvalho Leite, Roque Frizzo, dentre outros, além de desenvolvimentos de seus próprios estúdios.

As exposições:

“Móvel Brasileiro Contemporâneo”

A exposição Móvel Brasileiro Contemporâneo, organizada pela Abimóvel e pelo Instituto Europeu de Design, com design expositivo de Ricardo Pessuto, apresenta criações recentes de ngelo Duvoisin, Anna Scotta, Baldanzi & Novelli, Bruno Faucz, Rejane Carvalho Leite, Roque Frizzo, Studio Saccaro, dentre outros, para as marcas Artefama, Butzke, Flexform, Lazzari, Ornare e Saccaro.

Lançamentos e apostas das marcas estão entre as peças selecionadas, que contemplam diversos segmentos da indústria, como móveis para áreas externas, para escritórios e para interiores de residências, com destaque para cadeiras, poltronas e mesas.

“Hackeando os Mestres”

O projeto Híbridos e Multifuncionais será lançado durante o DW! 2017 no IED São Paulo, tendo como sua primeira etapa a exposição Hackeando os Mestres, que apresenta protótipos inspirados em grandes designers. É uma iniciativa da Eucatex, Grupo Leo Madeiras e Instituto Europeu de Design – IED, com direção criativa do designer Christian Ullmann.

“Nos propusemos uma situação ideal. Pensar o mobiliário residencial das próximas décadas. Para isto, decidimos olhar o que aconteceu nos últimos 100 anos. O exercício está sendo muito inspirador e o apresentamos em forma de uma exposição, que é, ao mesmo tempo, uma provocação e uma homenagem, hackeando os mestres do passado em busca de respostas, a partir da abordagem do design”, define Christian.

O projeto Híbridos e Multifuncionais propõe pensar o mobiliário residencial do futuro, explorando novos materiais e modos construtivos com a versatilidade necessária para atender diferentes perfis de pessoas em pequenos espaços residenciais e comerciais. Combina design e inovação para o desenvolvimento de uma nova geração de mobiliário fabricado em chapa de MDF.

“Protótipos da casa”

O IED São Paulo apresenta a mostra Protótipos da casa, com projetos de mobiliário criados por alunos de graduação em Design: Produtos e Serviços e do One Year em Design de Mobiliário, sob curadoria de Andrea Bandoni e Alexandre Salles, designers e coordenadores acadêmicos.

Alguns destaques apresentados durante o DW! são a mesa Namoo, da aluna de graduação Michelle Kim, exposta nas semanas de design de Milão e de Londres recentemente e um banco da série Catuaba, do designer e paisagista Ricardo Pessuto, aluno do One Year em Design de Mobiliário e destaque na última edição da Casa Cor.

Participam também da mostra Ricardo Fontenelle (mesa Extensão), Leon Ades (banquinho 8 graus), Daniela Duran (banco Popa), Marcela Albarelli (banco-sapateira Rá-Tim-Bum), Vinicius Vono (cadeira Samurai), da graduação do IED, e os profissionais Beatriz Rezende, Ressoi Pierozan, Gabriela Gaillard e Fábio Cecília, alunos do curso de mobiliário da faculdade.

Serviço

Exposições:
– “Móvel Brasileiro Contemporâneo”
– “Híbridos e Multifuncionais: hackeando os mestres”
– “Protótipos da casa”
Local: Pátio do IED São Paulo
Endereço: Rua Maranhão, 617 – Higienópolis
Período: 8 a 18 de agosto
Horários: segunda a sexta, das 8h às 22h
Entrada livre | Haverá serviço de valet disponível no local.

TUDO SOBRE A DECORACÃO E DECORACAT

Tudo sobre a DecoraCÃO e DecoraCAT

Neste fim de semana aconteceu no pátio do IED São Paulo a Mostra DecoraCÃO e DecoraCAT – um evento inédito no Brasil, pensado para conectar os pet lovers aos fabricantes de produtos diversos, prestadores de serviços, profissionais da área comercial e de marketing ligados ao setor pet.

 

 

O Brasil é o terceiro lugar no ranking do mercado mundial do setor pet, respondendo a 5,3% do faturamento global, atrás apenas dos Estados Unidos (responsável por 42% do mercado mundial) e Reino Unido, segundo colocado com 6,7%. A perspectiva de crescimento deste setor no Brasil é de no mínimo 10% nos próximos dois anos, apesar da crise econômica atual.

A Mostra DecoraCÃO & DecoraCAT foi composta por 11 ambientes temáticos, dedicados a cães e gatos, e assinados por Designers de Interiores. A partir da experiência inédita de visitar uma mostra de ambientes especialmente projetados para animais de estimação, os visitantes também puderam conferir novidades sobre saúde, alimentação, cosmética e moda pet.

 

 

A proposta dos organizadores é mudar o cenário comum de que em casa com bichinhos, tenhamos brinquedos e coisas dos peta espalhadas pela casa. E ‘gritando’ contra a decoração dos pais adotivos. Pensando nisso que a designer Silvia Grilli e a publicitária Sandra Martins, da Beijo de Focinho, desenvolveram uma linha de móveis para pets que se integram à diversos tipos de decoração da casa – além de haver a possibilidade de personalização!

Seja em um pequeno apartamento ou em uma espaçosa casa é importante pensar um cantinho aconchegante para o bichinho – que também seja confortável para os humanos que ali vivem. Na Mostra pudemos conferir desde esses cantinhos, até cômodos inteiros pensados para eles: com cama, sofá e closet!

 

Para saber mais do trabalho da Beijo de Focinho, siga-os no instagram:

https://www.instagram.com/beijo_de_focinho/

 

E aproveite para conhecer o curso de One Year em Design de Mobiliário do IED São Paulo, acessando:  http://iedm.io/design-mobiliario

#IEDTALKS NA CASACOR 2017

#IEDtalks na CASACOR 2017

O IED São Paulo marcou presença na edição 2017 da CASACOR de diversas maneiras. Tivemos aluno expondo trabalho, tivemos cursos densos aos interessados em especialização em temas específicos e tivemos nossos adorados #IEDtalks, totalmente gratuitos, diretamente do espaço Café do Saber. Foram 4 semanas com encontros semanais e papos super esclarecedores com professores IED e convidados Casacor. As conversas abordaram temas de grande repercussão e interesse ao público da casa e do mundo do design, como Coolhunting, Lighting Design, Acessibilidade e Tendências para Morar em 2030.

Se você perdeu os talks, essa matéria é o que você estava esperando. Reunimos aqui os 4 eventos NA ÍNTEGRA!
É só preparar um balde de pipoca e dar o play! 😉

 

31/05 | Coolhunting com Bruno Pompeu

 

06/06 | Lighting Design com Luciana Soares

 

20/06 | Acessibilidade com Lilian Machado

 

27/06 | Morar 2030 com Ila Rosete

 

Agradecemos a TV Casacor pela parceria e lembramos que a CASACOR ainda rola até dia 23 de julho. Tome nota:

 

CASACOR 2017

Jockey Club São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1075

De terça à domingo, das 12h às 21h

Ingressos a partir de R$28

TURMA VIAJA AO “CENTRO MUNDIAL DO DESIGN” E DESVENDA MISTéRIOS DO MADE IN ITALY

Turma viaja ao “centro mundial do Design” e desvenda mistérios do Made in Italy

Milão, coração financeiro da Itália, também concentra fragmentos de toda a visão, produção e cultura do Design italianos. Foi para lá que a turma de Design de Mobiliário do IED São Paulo embarcou no início de maio deste ano, para realizar o módulo internacional do curso One Year.

Tendo como foco principal a produção moveleira e a transição do artesanato histórico para o contemporâneo, o programa avançou para outras áreas do Design e também para cidades fora de Milão, como a histórica e industrializada Brianza, localizado aos pés dos Alpes.

Foi lá que Gabriela Gaillard, aluna de Design de Mobiliário, encontrou alguns dos cenários e conceitos mais inspiradores. “Adorei visitar a fábrica da Riva 1920 e o Museu Molteni”, relembra Gabriela. “Também foi incrível o Contraprogetto (fábrica de reciclagem criativa localizada em Milão) e a Triennali di Milano, principalmente o pavilhão dedicado às mulheres designers!”

O maior destaque é a qualidade do acabamento artesanal e a qualificação da mão de obra que tem lá, que ainda faz falta por aqui – Gabriela Gaillard, aluna

Alexandre Salles, coordenador do curso e da expedição, comemorou a chance de promover uma imersão sobre alguns fatores que ajudaram a moldar toda uma cultura de design. “Visitamos alfaiatarias, artesãos, indústrias, museus e lojas, e observamos o quanto valores como tradição e até mesmo o bom humor foram significativos para a definição do design italiano”, afirma.

Viagem_Ale2Para Gilmar Fidel, aluno que também participou do módulo internacional, a experiência mostrou como o design pode transformar uma cultura inteira. “Os italianos mostram muita perfeição no que fazem e são fiéis à essência do design italiano. Me chamou atenção também o quanto eles estão à frente em questões como sustentabilidade na escolha de materiais”, opina Gilmar.

“Nos parece que o design italiano é uma celebração do que é ser italiano, no passado, no presente e no futuro. E isso irradiou para o mundo com força, criando novos paradigmas para o design” – Alexandre Salles, coordenador do curso

No roteiro dos sete dias na Itália, além de passeios a lugares históricos dentro e fora de Milão, também houve uma imersão completa no universo do mobiliário italiano: objetos de banheiro escritório, mobiliário externo, interior design e sistema de mobiliário. Foram vários destaques, para os mais diferentes gostos.

A participação dos professores do IED Milão também ajudou a enriquecer a experiência. “Graças a eles, sei mais o que é trend no design de mobiliário, vi novas formas de comercializar mobiliário e conheci novos materiais, como a madeira de Kauri petrificada e a pedra vulcânica”, exalta Gabriela, que também elegeu suas lojas de design preferidas em Milão: Boffi SpA Italia, Valcucine, Cassina, B&B, Poltrona Frau e Appartamento Lago.

Viagem_Ale1

De acordo com Alexandre Salles, o maior destaque foi a visita ao laboratório de criação Contrapogetto, onde a construção participativa e materiais reciclados ganham formas de móveis feitos sob medida, ferragens e mobiliários para espaços públicos. “O primeiro projeto do grupo, foi um playground para uma aldeia remota no Kosovo”, ressalta Salles.

Sem dúvidas estar no berço e na fonte do design italiano foi e será um divisor de águas na minha carreira – Gilmar Fidel, aluno

Diante de uma visão mais global sobre as próprias carreiras, os alunos também refletiram sobre apostas e inspirações. Enquanto Gilmar teve “mais certeza ainda de que o foco é sustentabilidade”, Gabriela procurou soluções aos desafios do design de mobiliário no Brasil: “tendo custos imensos e uma logística precária e cara, mas com uma riqueza de materiais inigualável”.

“Para o estudante do curso de mobiliário, trata-se de entender a importância do conhecimento multidisciplinar como diferencial de criação, desenvolvimento e resultado de produto, verificados no design italiano”, encerra Alexandre Salles.

***

Curtiu a visão internacional do IED para Design de Mobiliário? Saiba mais sobre o curso aqui!

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID.