IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:
LUCIANA DUQUE NO PERFIL IED

Luciana Duque no Perfil IED

O Perfil IED é a nova editoria da Revista IED. Queremos mostrar como estão e por onde andam nossos alunos. O que eles fazem e como desenvolvem a própria carreira no campo do design. Quem é o nosso aluno e qual mundo ele está construindo por aí!

A nossa primeira entrevistada é Luciana Duque, ex-aluna do curso Saperfare em Design de Mobiliário. Luciana criou um trabalho muito interessante reutilizando portas de enrolar de lojas comerciais, e nos contou como surgiu o projeto: “Na verdade, foi uma inversão do processo de criação tradicional, em que primeiro nasce o desenho e depois escolhemos a matéria prima. Busquei essas portas para cobrir uma parede de vidro numa mostra de decoração e depois, para não descartá-las, comecei a fazer móveis. Achei o material fantástico, pois além de ser uma matéria prima extremamente resistente, ainda fazia curva. As réguas se encaixam, são de fácil montagem, leves e customizáveis. Um trabalho de serralheria minucioso, possibilita inúmeras formas e curvas de diferentes raios.” A Linha Urbana conta com cadeira, banco, mesa de centro e lateral, rack e armário.

 

 

Depois de saber sobre o seu trabalho, conheça agora o perfil de Luciana:

IED – Descreva em algumas palavras quem você é e em qual barco você navega.

Luciana: Vou escrever o que está no meu insta… Designer e artista. Nadadora e ciclista. Apaixonada por madeira e metal. O barco que estou navegando ultimamente é a minha empresa, na qual sou sócia e fundadora da OBJ.

Como era sua formação antes de conhecer o IED, como conheceu o curso e porque optou por fazê-lo.

Antes do IED me formei em direito, fiz escola da magistratura. Estudei seis anos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, fiz três cursos de marcenaria em três anos. Paralelamente ao IED, fui diretora de estilo da Velha Bahia por oito anos. Sempre pensei em fazer um curso no IED da Itália mas achei ótimo ter vindo pro Rio assim não precisei fazer esse movimento. Optei por estudar no IED pois queria entender o processo de criação de forma teórica, já que a prática eu tinha.

Qual foi a atividade ou o tópico mais interessante que você aprendeu durante a sua formação.

A vivência dentro de um estúdio de design e o processo criativo foram fundamentais, complementaram a minha formação como designer.

Terminado o curso, você se habilitou em uma nova profissão? Conseguiu uma colocação melhor na sua empresa? Começou um novo negócio?

Sim, me habilitei como designer de mobiliário e criei uma fábrica, fruto de uma parceria que conheci no curso.

Estas últimas perguntas, você precisa responder a primeira coisa que passa pela sua cabeça. Ok? Está pronta? Diga para nós:

um lugar: minha casa

um objeto: cadeira desenrola

um livro: biografia de Leonardo da Vinci

um artista: Marcel Duchamp, o cara que introduziu o Ready Made como objeto de arte, pra mim, onde tudo começou.

 

Quer saber um pouco mais? Veja o vídeo que fizemos com Luciana e o sócio, Maurício Atie, que participaram da IDA, Feira de Design do Rio, que integra a ArtRio.

VEM Aí: 31º PRêMIO DESIGN MUSEU DA CASA BRASILEIRA

Vem aí: 31º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira

 

As inscrições para o 31º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira estão abertas até 6 de agosto.

A avaliação dos trabalhos enviados será feita por profissionais e teóricos da área que irão compor duas comissões julgadoras. As categorias de produtos (Construção, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis, Transportes, Utensílios) serão avaliadas em duas fases por uma equipe liderada por Marcelo Oliveira, coordenador do curso de Design do Mackenzie; os trabalhos escritos serão avaliados pela comissão liderada por Milene Cara, crítica de arte e design, docente nos programas de pós-graduação e extensão do Istituto Europeo di Design de São Paulo (IED-SP) e do programa de pós-graduação do Centro Universitário Senac.

Para conhecer todos os jurados, acesse: http://iedm.io/MCB-Jurados

Para se inscrever e consultar o regulamento, clique nos links abaixo:

 

IED PARLA | DESIGN NO MERCADO EDITORIAL

IED Parla | Design no mercado editorial

A terceira edição do IED Parla Verão é sobre Design Editorial, e vai discutir a atuação dos profissionais criativos no mercado de publicações nacionais. O bate papo vai contar com a presença da coordenadora do curso Master Design Editorial, Maria Helena Pereira da Silva, e dos convidados Alice Galeffi, Elisa Ventura e Felipe Taborda.

O mercado editorial brasileiro está em transformação, mais livre e com novas tecnologias que abrem espaço para publicações com conteúdo de qualidade e requinte visual. É preciso que os profissionais da área sejam criativos, atualizados e aptos para criar produtos diferenciados que estimulem o interesse pela leitura como uma prática social e um bem cultural.

O bate papo rola no terraço do IED, dia 9 de fevereiroàs 19h, com aquele vistão que você já sabe. Além disso, os participantes inscritos e presentes irão concorrer a uma bolsa de 50% para o curso Design Editorial!

Vem aproveitar o verão com a gente! Inscreva-se para participar em http://iedr.io/iedparla-editorial.

Acompanhe o evento no face.

Obs.: Em caso de chuva, o evento ocorrerá no espaço interno da Escola.

 

Conheça os convidados

Alice Galeffi é editora e designer gráfica. Formada em História da Arte e Comunicação pela Auckland University (Nova Zelândia), cursou Curadoria e Teoria Crítica na Chelsea University, e Design Gráfico na Central Saint Martins, ambas em Londres. Hoje ela dirige a editora Guarda-Chuva, edita a revista de arte “Nin – naked for no reason”, da qual também é responsável pelo design gráfico, e recentemente recebeu uma bolsa para cursar Publishing em Yale (Estados Unidos).

Elisa Ventura é proprietária da Blooks Livraria e produtora cultural. Foi durante 18 anos sócia da Aeroplano Editora. Faz parte da diretoria da ACEC que organiza entre outros eventos a FLUPP (Festa Literária das Periferias).

Felipe Taborda é um designer gráfico carioca. Formado pela PUC / RJ, estudou cinema e fotografia na London International Film School (Inglaterra), Communication Arts no New York Institute of Technology e Graphic Design na School of Visual Arts (EUA). Desde 1990 tem seu próprio escritório, atuando principalmente na área cultural, editorial e fonográfica. Em 2008 lançou seu livro “Latin American Graphic Design”, publicado pela Taschen. Em 2014 a St Johns University, em Nova York, realizou a mostra individual “Another Point of View”, uma extensa retrospectiva abrangendo seus 30 anos de trabalhos gráficos.

Bruno Zolotar, publicitário formado pela UFF com especialização em Marketing pela PUC e em Gestão Empresarial pelo IBMEC. Tem cerca de 30 anos de experiência em marketing, sendo 10 anos como diretor de marketing no Grupo Editorial Record e na Saraiva Educação. Também é professor de marketing editorial Santa Úrsula e UNESP.

Maria Helena Pereira da Silva é arquiteta, designer na Azeviche Design, desenvolve projetos gráficos, editoriais e design visual em espaços culturais. É professora e coordenadora do curso Master em Design Editorial no IED Rio. Embaixadora do Design e membro do Comitê do Design Latino, Universidade de Palermo, Buenos Aires. Foi professora de design gráfico editorial, tipografia e representação gráfica na Universidade Salvador – Unifacs e na Escola de Belas Artes – UFBA. Coordenou as oficinas de design do Liceu de Artes e Ofícios da Bahia. Em 2005, criou o projeto educacional GiRO Design Social.

 

IED PARLA | A INTERNACIONALIZAçãO DO DESIGN

IED Parla | A Internacionalização do Design

A segunda edição do IED Parla Verão contará com um bate papo sobre o tema A internacionalização do design. Os convidados vão discutir sobre os caminhos e as oportunidades para o design brasileiro dentro do panorama internacional. A conversa contará com a presença da coordenadora do curso Design de Mobiliário, Flávia Alves de Souza, além dos convidados Leonardo Lattavo, Guilherme Leite Ribeiro e Ricardo Graham.

Na Itália do pós-guerra, o artesanato se juntou à pequena e média indústria para desenvolver uma concentração de designers de altíssimo nível. A partir de incentivos do governo, a Holanda criou seu próprio estilo de design. Hoje em dia, o design é feito no centro da produção mundial: a China. No Brasil, nossa criatividade inata despontou em setores como a moda, mas não veio junto de uma indústria preparada para a pesquisa e o desenvolvimento de novos produtos. Nessa brecha existe a possibilidade de inovar e pensar novos caminhos para o design brasileiro.

O bate papo vai rolar no terraço do IED, dia 02 de fevereiro, às 19hs, com aquele vistão que você já sabe. Além disso, os participantes inscritos irão concorrer a uma bolsa de 50% para o curso Design de Superfície!

Vem aproveitar o verão com a gente! Inscreva-se para participar aqui.

Em caso de chuva, o evento ocorrerá no espaço interno da Escola.

 

Sobre os convidados

Flavia Alves de Souza é designer com master na Scuola Politécnica de Design em Milão. Colaborou com o Studio Sottsass Associati, desenvolvendo objetos, mostras, internos de iate e casas. No próprio estúdio, desenhou vasos em vidro serigrafado para Egizia, prata para Pampaloni, Inox para Brognoli, cristais para Colle, decoração para Muraoca, porcelanas para Rosenthal, móveis para Edra, joias para San Lorenzon e luminárias para Tecnodelta e Bright. Desenvolveu projetos em cerâmica no Centro Europeu de Cerâmicas, na Holanda. Foi premiada na Alemanha com brinquedos no concurso “Lorenz”; recebeu o prêmio Macef 2002; foi selecionada pela ADI Design Index e recebeu o prêmio “The best Yachts of 2002 – Show Boats Awards”.

Leonardo Lattavo é arquiteto e urbanista com mestrado em Arquitetura na University College of London. Tem diversos projetos de arquitetura e interiores realizados na Inglaterra, Itália, Espanha e Alemanha, entre eles diversas lojas. Entre os anos de 1997 e 2004 morou em Londres e deu uma volta ao mundo antes de regressar ao Brasil para fundar a Lattoog Design junto com Pedro Moog. Atua hoje nos campos de arquitetura, design e artes plásticas.

Guilherme Leite Ribeiro é formado em belas artes e comunicação em Nova York, e atuou no mercado internacional de publicidade e design durante dez anos. Trabalhou como designer na Bianco & Cucco, em Milão. Foi Diretor de Arte na Schell/Mullaney, em Nova York. Voltou ao Brasil para investir na sua propria agência, 2pG, onde atuou como Diretor de Criação. Em 2003, com seu “know-how” em design, produziu sua primeira linha de móveis. Atualmente, coordena o estúdio Nada Se Leva, em parceria com o designer André Bastos. É professor do curso Saperfare Design de Mobiliário, do IED Rio.

Ricardo Graham é ebanista, designer e artesão especializado na produção de peças feitas em madeira. Permaneceu por três anos na Itália, onde aprendeu o ofício da marcenaria com mestres artesãos de Meda, a chamada ‘cidade do móvel’, localizada ao norte de Milão. Especializou-se na École Supérieure d’Ébénisterie d’Avignon, onde obteve o título superior em ebanisteria. Desde 2006, sua oficina desenvolve e produz peças feitas em madeiras maciças tropicais. É professor do curso Saperfare Design de Mobiliário, do IED Rio.

Acompanhe o evento no face!

#IEDParla #DesignSe #EuFaçoOQueEuAmo #DesignBrasileiro

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID.