IED | Istituto Europeo di Design
Você está em:

Conceitos da Mostra Black são aprofundados nos cursos do IED São Paulo, diz coordenador

19 de junho de 2015

Há muitos paralelos entre o que os alunos observam no IED São Paulo e a quarta edição da Mostra Black, que acontece até o dia 21 de junho na OCA (pavilhão Lucas Nogueira Garcez) no Parque Ibirapuera. Esta é a avaliação de Ale Salles, Coordenador da graduação em Design de Interiores da faculdade, que considera a Mostra fundamental na formação dos profissionais dos segmentos do design, arquitetura, decoração e paisagismo. Segundo ele, o elo mais evidente entre todos os expositores que elaboraram os 14 ambientes acessíveis ao público é o empreendedorismo. Experimentar e dar atenção à multidisciplinaridade também são diferenciais dos cursos de graduação, pós-graduação e extensão oferecidos pelo Istituto Europeo di Design, na avaliação de Salles.

Confira a entrevista completa:

 Você considera a Mostra Black o principal evento de decoração no país atualmente?
Hoje temos uma pulverização de eventos relacionados ao setor, que contribuem na divulgação e conhecimento de profissionais, fornecedores e parceiros sobre as novidades, tendências e demais informações. Isso demonstra o reconhecimento do próprio mercado quanto à importância do Design de Interiores. Todos estão atentos aos diferencias que tornam os projetos de ambientes mais conectados com as novas demandas urbanas, sociais e tecnológicas. Neste sentido, a Mostra Black tem se destacado como referência para o setor.

Quais impressões seus alunos que já visitaram a Mostra compartilharam com você?
Em geral, eles gostaram muito das instalações internas e externas à OCA. A Mostra apresenta novas ferramentas de inovação que influenciam a forma de se projetar e conceituar espaços. Como exemplo, o Design Thinking atrelado ao Design de Interiores, que acaba gerando mais assertividade nas propostas de projetos em relação às necessidades e especificidades do empreendimento. Acho que os alunos puderam ver algumas soluções inovadoras, que tem relação direta com o potencial criativo e observação dos designers que preparamos no IED.

O perfil empreendedor parece ser comum entre os expositores. Como essa característica é valorizada na profissão?
O empreendedorismo é um sinalizador para o caminho da inovação e da assertividade, comprometidos com a responsabilidade social e o mercado. Pensar de forma empreendedora para o designer acaba sendo um diferencial, inclusive sobre os projetos e produtos que ele desenvolve e os resultados financeiros que almeja.

Como os cursos de graduação e pós-graduação do IED São Paulo abordam, treinam e estimulam os alunos de graduação e pós a serem empreendedores?
No IED, reforçamos o empreendedorismo através do caráter experimental, do fazer, de colocar projetos em prática. Isto potencializa designers a estarem mais conectados com as necessidades atuais e com as soluções mais abrangentes e criativas. Tudo isso tende a se reverter em projetos mais inovadores e numa visão de negócio diferenciada.

Alexandre Salles Coordenador no IED

Alguns temas abordados nas palestras desta 4ª Mostra Black são o uso da madeira e do papelão, luminotécnica e métrica de mercado. Como esses temas são trabalhados no curso do IED?
Os cursos de graduação e pós-graduação do IED São Paulo, além do curso de extensão One Year em Retail Design e Visual Merchandising são compostos de disciplinas e workshops que abordam os usos destes materiais e lógicas de mercado. A seleção de docentes para estes temas é pautado pela atuação profissional deles, nas suas experiências e premiações. Estes conteúdos são passados aos alunos de forma contemporânea, através de novas linhas de pensamento e conectividade com as necessidades sociais e tecnológicas atuais.


comunicacaosp

IED SÃO PAULO
Rua Maranhão, 617
Higienópolis
01240-001
+55 11 3660 8000

IED RIO
Av. João Luis Alves, 13
Urca
22291-090
+55 21 3683 3786

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO MILANO ROMA TORINO VENEZIA FIRENZE CAGLIARI COMO BARCELONA MADRID.