Saber como se preparar para o mercado de trabalho é uma preocupação de todos os jovens que estão iniciando a vida profissional. Afinal, é necessário se qualificar e seguir uma série de critérios para conseguir boas colocações nas empresas e trilhar uma carreira de sucesso.

Porém, nem sempre é tão claro para as pessoas qual é a melhor maneira para se preparar para o mercado de trabalho. Isso se justifica, principalmente, por estarmos vivendo em um mundo em constante transformação, onde tudo muda muito rapidamente.

Para que você saiba como se preparar para o mercado de trabalho, é importante que conheça alguns conceitos e entenda o contexto e o cenário de cada momento.

O objetivo deste artigo é situá-lo sobre o tema e apresentar uma série de dicas para que você consiga bons resultados ao buscar uma posição no mercado de trabalho. Siga a leitura!

Mercado de trabalho: entenda esse conceito de uma vez por todas

Podemos definir o mercado de trabalho como o relacionamento que ocorre entre as empresas que oferecem oportunidades de emprego e as pessoas que têm interesse em ocupá-las.

O mercado de trabalho é bastante volátil e muda de acordo com a evolução da sociedade e os fatores em que ela está inserida.

Antigamente, era comum que a maior parte das pessoas trabalhasse no campo, se dedicando a atividades como a agricultura e a pecuária. Porém, com o início da Revolução Industrial, na segunda metade do século XVIII, a economia e o mercado de trabalho mudaram muito.

Com o surgimento das fábricas, grande parte dos trabalhadores rurais migraram para os grandes centros urbanos e se tornaram operários. Nessa época, predominavam as funções mais operacionais, tendo em vista que as funções dos trabalhadores se resumiam a operar máquinas.

No final do século XX e início do XXI, a ascensão e popularização da internet revolucionou o mercado de trabalho mais uma vez. As máquinas começaram a sair de cena para dar espaço aos robôs e às novas tecnologias automáticas.

Na era da automação, o trabalho maçante e repetitivo começou a sair de cena, tendo em vista que os recursos tecnológicos podem desempenhar essas funções. 

Agora, as empresas precisam de trabalhadores com foco mais estratégico, que possam analisar e desenvolver atividades de forma criativa. As áreas relacionadas ao Design, por exemplo, ganham cada vez mais espaço.

Com a pandemia da Covid-19, o mercado de trabalho novamente se transformou. Agora, os colaboradores podem atuar totalmente em home office.

Também cresce a chamada cultura do anywhere office, em que o trabalho pode ser realizado em qualquer local.

Existem ainda diferentes classificações do mercado de trabalho, que se divide em formal e informal. Conheça cada uma delas!

Trabalho formal

O trabalho formal é aquele em que o empregador faz o registro do emprego na carteira do funcionário.

Dessa forma, se cumprem todas as obrigações e legalidades trabalhistas relacionadas à previdência social.

Trabalho informal

Por sua vez, no trabalho informal, não há registro na carteira do trabalhador, que fica sem acesso aos direitos trabalhistas por conta disso.

Conheça os setores do mercado de trabalho e como cada um deles funciona

Para saber como se preparar para o mercado de trabalho, também é importante que você conheça os setores em que ele se divide.

Basicamente, podemos dizer que o mercado de trabalho se divide em três setores principais: primário, secundário e terciário. A seguir, comentaremos brevemente sobre cada um deles.

Setor primário

No setor primário, as relações de trabalho lidam diretamente com as matérias-primas usadas na produção de produtos.

Exemplo disso são as atividades voltadas para a pecuária, a agricultura, a extração mineral e vegetal.

Setor secundário

O setor secundário, por sua vez, faz referência às relações de trabalho que transformam as matérias-primas em instrumentos utilizáveis.

Como exemplo disso temos a área da construção civil e as indústrias, tendo em vista que esses segmentos transformam os recursos naturais em objetos e edificações para utilizarmos.

Setor terciário

Finalmente, temos o setor terciário. Essa modalidade representa as relações interpessoais, ou seja, as funções em que há correspondência entre pessoas.

Aqui temos como exemplo a prestação de serviços, de modo geral, que pode ocorrer em lojas, hospitais, escolas, universidades, bancos, entre tantos outros estabelecimentos.

Veja quais são os principais fatores que influenciam mudanças no mercado de trabalho 

Se você parar para pensar e observar, verá que o mercado de trabalho está em constante movimento. Novos acontecimentos podem mudar a forma como ele se desenvolve, afetando pontos como a empregabilidade em determinados setores.

Na sequência, comentaremos sobre os principais fatores que influenciam as mudanças no mercado de trabalho.

Desenvolvimento tecnológico

O desenvolvimento tecnológico, sem dúvida, é o que mais transforma o mercado de trabalho. Conforme novas tecnologias surgem, as empresas mudam a forma como operam e o seu quadro de colaboradores se modifica.

Vamos imaginar, por exemplo, um banco. Até poucos anos atrás era comum que esse tipo de instituição financeira tivesse dezenas de funcionários para atender os clientes, que precisavam ir até as suas dependências para realizar operações bancárias.

Hoje, quase todo mundo tem um aplicativo de internet banking no celular e consegue fazer sozinho praticamente todas as operações bancárias. 

Ou seja, o número de bancários vai reduzir de forma considerável. Porém, em contrapartida, aumentaram as vagas para designers, programadores e especialistas em tecnologia para desenvolver aplicativos digitais.

Fenômenos naturais

O mercado de trabalho também se movimenta por conta da ocorrência de fenômenos naturais. O exemplo mais atual e próximo da nossa realidade, sem dúvida, é a pandemia da Covid-19.

Ninguém estava esperando o surgimento de um novo vírus. No entanto, esse fenômeno ocorreu e as empresas tiveram que se adaptar de forma repentina, tendo em vista que os encontros presenciais se tornaram perigosos para a saúde das pessoas envolvidas.

Como resultado disso, vimos um crescimento exponencial do comércio eletrônico e das plataformas de delivery, por exemplo. Mais uma vez, o mercado de trabalho se modificou.

Fatores políticos e econômicos

Os fatores políticos e econômicos que ocorrem em todo o mundo também refletem no mercado de trabalho.

Um país que não tem um bom relacionamento com grandes potências importadoras, por exemplo, pode ter determinados setores prejudicados. Isso impacta diretamente nos processos produtivos e na mão de obra das empresas.

6 dicas sobre como se preparar para o mercado de trabalho

Agora que você já conhece mais sobre o assunto, está pronto para saber como se preparar para o mercado de trabalho. Confira as nossas dicas!

1. Invista em qualificação profissional

Por mais que você ouça falar que nos tempos atuais não é mais necessário fazer uma graduação, saiba que isso é enganoso!

É fato que apenas um diploma não garante (nem nunca garantiu) um emprego. Porém, cursar uma faculdade é um grande diferencial para conseguir um local de destaque no mercado de trabalho.

Na graduação, você terá apoio e o suporte necessário para se desenvolver como profissional. Além disso, terá o primeiro contato com o mercado de trabalho da sua área, por meio dos estágios.

A faculdade, portanto, é o ponto de partida para alguém iniciar uma carreira promissora. Depois de concluí-la, é claro, continuar se qualificando é importante. Aí entram cursos de aperfeiçoamento, extensão e pós-graduação.

2. Mantenha-se atualizado e conheça as novas tecnologias

Novas tecnologias surgem quase diariamente. E, para que você possa se manter competitivo no mercado de trabalho, é de extrema importância que saiba como se manter atualizado.

É fundamental que você esteja sempre de olho nos novos softwares e ferramentas que surgem na sua área de atuação, por exemplo. Assim, não ficará ultrapassado e poderá sempre concorrer às vagas de trabalho.

Acompanhar blogs e portais, bem como ler livros e artigos científicos da sua área de atuação também é importante para se manter atualizado.

3. Desenvolva as suas habilidades em línguas estrangeiras

O mundo está cada vez mais globalizado, com as empresas fazendo negócios com parceiros de todas as partes do planeta.

Por conta disso, quem sabe falar e escrever bem em outro idioma consegue dar alguns passos à frente no competitivo mercado de trabalho.

A língua inglesa, por exemplo, é considerada o idioma universal dos negócios. Por isso, dominá-la é muito importante no contexto atual.

Outros idiomas, como o espanhol e o mandarim também são relevantes. Afinal, as empresas brasileiras têm muitos negócios com países da América Latina e com a China.

4. Pratique o networking

Não podemos dar dicas sobre como se preparar para o mercado de trabalho sem citar o networking. Essa prática é essencial para qualquer pessoa que deseja ter uma carreira profissional promissora.

O network nada mais é do que uma rede de relações profissionais, que construímos ao longo da carreira.

Um profissional com bons relacionamentos tem mais acesso a oportunidades e indicações. É possível, por exemplo, que um colega de profissão possa indicá-lo para um cargo na empresa em que ele trabalha.

Para praticar o networking, recomenda-se que você frequente eventos da sua área, como cursos e congressos. Ser ativo nas redes sociais, compartilhando conteúdos e interagindo com colegas de profissão também é um ponto positivo.

5. Invista no autoconhecimento

Todos nós, seres humanos, temos pontos fortes e pontos fracos. Por isso, é importante que você invista em autoconhecimento, para que possa melhorar as suas fraquezas e não deixar que elas impeçam que você alcance o sucesso.

Vamos supor que você tem muita vergonha ou dificuldade para expor as suas opiniões, por exemplo. No mercado de trabalho, isso pode ser um impeditivo para que você alcance o sucesso.

Se você reconhece essa fraqueza, pode ir atrás de meios para superá-la. Você pode fazer terapia com um psicólogo, treinar diálogos na frente do espelho ou fazer qualquer outra coisa que o ajude a superar esse problema.

6. Conte com bons mentores

Ao se preparar para o mercado de trabalho, é importante que você conte com bons mentores, ou seja, pessoas que possam dar dicas, repassar orientações e até mesmo dar força para que você dê os passos necessários para ter novas conquistas.

Os mentores podem ser amigos mais experientes ou que já conquistaram um espaço no mercado em que você pretende atuar, por exemplo.

Você também pode ter como mentores os professores da sua faculdade. No decorrer das jornadas acadêmicas, é comum que você desenvolva relações com alguns de seus mestres, principalmente orientadores de trabalhos de conclusão de curso e de estágios.

Esses professores podem servir como exemplo e inspiração, bem como aconselhá-lo, quando for necessário. Afinal, eles têm bastante experiência no mercado de trabalho.

Coloque todas essas dicas em prática e conquiste mais resultados positivos na sua carreira! Esperamos que você tenha tido bons insights sobre como se preparar para o mercado de trabalho, no decorrer desta leitura.

Se você quer um profissional referência na sua área, é melhor se preparar desde cedo! Para isso, recomendamos que você baixe gratuitamente o nosso e-book “Jovem no mercado de trabalho: o caminho para um futuro promissor. Não perca essa oportunidade!